"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

O QUE FALAM DO MISSIONÁRIO?


Em Mateus 15 a partir do versículo 13, Jesus pergunta aos discípulos o E que as pessoas diziam a respeito dele. E os discípulos prontamente responderam.

Jesus então, pergunta aos discípulos o que eles mesmos diziam dele.
E Pedro logo responde: “tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo!”. Jesus se interessou em saber o que as pessoas diziam dele. O que diziam não eram coisas ruins, diziam que ele era um profeta. Jesus vai mais além e se interessa por aquilo que os discípulos diziam a seu respeito; e então Pedro inspirado pelo Espírito Santo, declara a verdade sobre Jesus: “tu és o Cristo”.

Podemos até negar, mas sempre nos interessamos e nos importamos com o que falam de nós. Isto é válido, porque nos ana l i s amos pa r a me lhor procedermos ou podermos demonstrar quem somos e a mensagem que pregamos.

Então, uma vez mais eu admiro e aprendo com Jesus. Ele nos dá neste texto gloriosas lições.
Nem sempre o que falam de nós é verdade, portanto não deve n o s a b a l a r. To d a v i a , é importante saber o que dizem a nosso respeito. Isto pode refletir e influenciar nossas vidas e ministérios.

Tenho ouvido falar de missionários e penso que é válido eles saberem o que falam deles e se auto avaliarem. Podem ser críticas construtivas. Já ouvi de alguém que certo missionário dormia até tarde, enquanto ele, mantenedor, tinha que levantar cedo para o batente. Calei, mas pensei: “a que horas este missionário foi dormir e o que fazia nestas horas?”. Outro me disse que os missionários que ele conhece se vestiam muito bem, com luxo, muito melhor que os seus mantenedores e que isto causava certo constrangimento.

Outro me disse que determinado missionário passava com a cabeça levantada e não parava, conversavaou cumprimentava os irmãos da igreja. Outro me disse ainda, que a esposa do missionário não era agradável ou hospitaleira, como ensina a Bíblia.

Falaram-me de esposas de missionários que não se envolviam com o trabalho. E de missionários que não estando no campo não queriam auxiliar nos trabalhos da igreja local. De outros que estavam meio sumidos dos cultos. De missionários que só ligavam quando estavam com problemas ou precisando de dinhe i ro. De uns que s e “encostavam” na igreja e não corriam atrás de seu sustento. De muitos missionários que não estavam dispostos a aprender, não tinham controle em suas finanças e gastavam mais do que ganhavam. Outros só se faziam em se queixar...

Sem querer fazer uma “fofoca santa”, como diz um grande amigo, acho importante que os missionários avaliem o que a igreja está falando a respeito deles, pois haverá coi s a s que pode r ão s e r melhoradas, reconhecidas, tratadas e outras que poderão ser esclarecidas por serem simples mal entendidos ou casos não esclarecidos e mal interpretados.
Portanto missionário, siga o exemplo de Jesus. Esteja atento no que estão falando sobre você.
Isto poderá ser muito proveitoso para sua vida, seu ministério e para seu relacionamento com seus mantenedores.

Também, os mantenedores antes de falarem algo, devem buscar conhecer melhor seus missionários, sua vida e seu trabalho, assim os entenderão melhor. Quando falarem algo, falarão com maior conhecimento.
A comunicação deve ser à base do relacionamento entre missionários e mantenedores.
Estejamos atentos no que falamos e atentos também ao que fazemos e precisamos ouvir, visando nosso crescimento e o bem estar da obra e da igreja.

“Nem sempre o que falam de nós é verdade, portanto não deve nos abalar. Todavia, é importante saber o que dizem a nosso respeito. Isto pode refletir e influenciar nossas vidas e ministérios.”

JOSILÉIA FERREIRA NEVES – Publicado no Jornal Paixão Pelas Almas.em Outubro e Novembro de 2007

Nenhum comentário: