"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

RTA - RELATÓRIO TRANSCULTURAL NA AMAZÔNIA


Amazonas, 2011

“Enquanto pregamos nos púlpitos de nossas igrejas que Jesus vira pela segunda vez, existem povos, raças, tribos, línguas e nações na Amazônia que ainda não sabe que Ele já veio pela primeira vez.”

Graça e paz
Nestes últimos messes tenho me dedicado ao aprofundamento da palavra de Deus e também estudando estratégias de como comunicar a palavra de Deus de uma forma simples e relevante observando o pensamento, comportamento e modo de agir do povo da Amazônia.


Visitei comunidades de Caboclos Ribeirinhos no Amazonas que vivem em suas casas flutuantes e que tiram dos imensos rio seu sustento diário e visitei também os povos Indígenas que vivem nas densas florestas do grande estado do Amazonas e que em sua maioria das vezes em lugares isolados de difícil e perigosos acesso.


Pude perceber que os povos Amazonenses é um povo Social, em um só dia das 8 famílias visitadas na calha do médio Rio Negro todas ofereceram algo pra comer ou beber, o mais popular e o Chibé (farinha da mandioca com água) ou o cafezinho com tapioca ou um refresco/suco de frutas regionais como o Cupuaçu e o Açaí, os Amazonenses também são um povo Religioso com alto índice de sincretismo religioso, das 8 famílias visitadas naquele dia sem exceção todas tinhas uma foto ou uma imagem de um ídolo como seu protetor e que fui herdade das gerações passada e todos falam em Deus, inclusive aqueles que eu encontrei alcoolizados, fumando ou praticando algum tipo de benzimento ou uma pajelança ora praticado por algum motivo, complementada com oração do Pai Nosso e uma Ave Maria, bem nos moldes Católico Romano.


Tentando entender porque esse povo esta mergulhado neste imenso emaranhado de religiosidade sem pé e sem cabeça onde nem eles mesmos entendem porque praticam ou agem daquela maneira.


Numa tarde sentando no banco de uma canoa na beira do rio conversando com alguns homens que trabalhavam na construção de um Barco a beira do Rio Negro ouvi os seus relatos e comecei a entender um pouco porque o povo age desta maneira e depois interagindo e conversando com mais pessoas e participando do dia a dia deles e pesquisando na internet e nos livros e outros fontes, pude ter um breve panorama da situação.


Com a chegada das expedições de colonizadores (Holandeses, Portugueses e outros) que juntos trouxeram seus Frades-Missionários como os Capuchinhos, Franciscanos, Mercedários, Jesuítas e Salesianos o povo recebeu de bom grado tudo que eles apresentaram como opção, inclusive a fé destes novos visitantes que transmitiram como algo importado de um pensamento puramente Grego-Romano, forçando o povo a aceitar porque eram visto como almas pagãs e aos poucos o povo vai abandonando suas antigas tradições e praticas ou juntar as suas antigas crenças e práticas com o novo que estava chegando e foi assim que este povo tão sofrido do norte do Brasil, e cristianizado e tornaram em um povo de sincretismo religioso que foi fortalecido com a queda desses primeiros missionário-Colonizadores.


BREVE ESTATITICAS dos POVOS CABOCLOS e RIBEIRINHOS do AMAZONAS:


Das 34 mil comunidades de Caboclos Ribeirinhos 17 Mil não tem uma Igreja Evangélica, não tem um Missionário, não conhecem Jesus e estão morrendo sem esperança de um futuro Glorioso com Cristo. Esse numera representa 1,7 milhões de Caboclos Ribeirinhos sem cristo.


Logo após os Caboclo-Ribeirinhos os Indígenas também passam a receber esta mensagem, mas com alguns agravantes onde os primeiros missionário-colonizadores os tratavam como selvagem e sem alma, mas que poderiam ser domesticados e usá-los nos serviços pesados, e foi assim que os missionário-colonizadores fizeram fundaram suas missões, conquistava o povo à força os dominava e ensinava um novo padrão de vida e os disciplinavam para o trabalho forçado.


Depois vieram os fazendeiros, comerciantes, os patrões e os garimpeiros, que também viram a possibilidade de tirarem proveito destes preciosos nativos e nas riquezas de suas terras como os minerais, a Fauna a e Flora que rondavam essas comunidades indígenas, assim esse povo foi se sentindo ameaçado e acuado em seu próprio território e na busca de adquirir sua liberdade, resistiram, lutaram, morreram e mataram.


BREVE PANORAMA das ESTATISTICAS INDÍGENAS EM NOSSO PAÍS:


Em pleno século XXI a grande maioria dos brasileiros ignora a imensa diversidade de povos indígenas que vivem no país. Estima-se que, na época da chegada dos europeus, fossem mais de 1.000 povos, somando entre 2 e 4 milhões de pessoas.


Atualmente encontramos no território brasileiro 340 povos sendo que reconhecida oficialmente 238 povos, falantes de mais de 180 línguas diferentes.


Os povos indígenas somam, segundo o Censo IBGE 2010, 817.963 pessoas. Destas, 315.180 vivem em cidades e 502.783 em áreas rurais, o que corresponde aproximadamente a 0,42% a população total do país.


A maior parte dessa população distribui-se por milhares de aldeias, situadas no interior de 669 Terras Indígenas, de norte a sul do território nacional.


Temos no Brasil um grupo de povos isoladas 27 etnias, parcialmente isoladas 10 etnias, 25 etnias a pesquisar, 111 etnias em processo de urbanização, 9 etnias possivelmente extintas e 41 etnias ressurgidas.


Um dos motivos que leva o povo a um processo de isolamento e extinção é concerteza fruto do processo de conquista e exploração da Amazônia. Esses grupos que eu quero aqui classificálos de Isolados ou Arredios por opção, fazem parte daquele grupo mais perigosos, desconfiados e sem Jesus. 3 Bíblias completas traduzidas, 32 Novos testamentos traduzidos, 23 porções da Bíblia traduzida.


Existe neste imenso país 121 etnias pouco ou não evangelizadas. Hoje temos 152 Igrejas Genuinamente Indígenas plantadas em solo Brasileiro
Visitei também mais 65 comunidades indígenas em vários estados do nosso imenso pais, onde pude ver de perto a ação do todo poderoso, indígenas crentes querendo sair de suas aldeias pra irem em busca dos outros patrícios que estão morrendo sem Jesus.


No final contabilizei mais de 137 vidas que se entregaram a Jesus durante essas visitas, Honra ao Eterno.


Congresso do CONPLEI em Roraima.


Estiverma presentes mais de 400 pessoas de 13 etnias diferentes como:


Os Yekuana (5),

Wai Wai (48),

Kaxuyana (6),

Hiskariana (5),

Macuxi (108),

Ticuna (7),

Mayoruna (1),

Waimiri – Atroari (1),

Wapichana (53),

Yanomami (50),

Baré (1),

Terena (1),

Satere-Mawe (1),


Durante 4 dias ouvimos a mensagem de Cristo pregado na língua materna de cada etnia presente, louvores, testemunhos edificantes, danças, artes, pinturas e o colorido dos cocares ornamentavam cada apresentação que engrandecia o Eterno.


RESGATADO do INFANTICIDIO:
- Renato Sanuma testemunhou e apresentou a criança que ele salvou do infanticídio.


- Os Sanuma trouxeram uma mulher que estava com o rosto sarcástico, triste, abatida, e revoltada o motivo foi que o esposo a abandonou e ela revoltada pisoteou sobre sua criança de 4 messes ate morrer, Por isso a tristeza profunda e aparência de rosto sarcástico, reuni os mais de 30 pastores para orarem por ela, e depois gastamos tempo apresentando Jesus, no final ela entregou seu coração a Jesus e instantaneamente muda a sua fisionomia.


TESTEMUNHOS EDIFICANTES:


- Uma jovem Sanuma testemunhou como fui curada dos rins enquanto fazia modialise em Boa Vista – RR, após receber visita de crentes que oraram por ela.


- Os Yanomamis foram a etnia que mais reivindicaram querendo missionários e também querem que seus filhos estudem a Palavra de Deus e que alguém os ensinem a tocar violão, denunciaram também que sua liderança através da organização Hutukara, (liderado pelos Kopenawa) esta os intimidando e dizendo que não podem falar de Jesus. Apresentaram também um grande numero de infanticídio que esta sendo praticado entre eles.


Empoderamos como representante do CONPLEI: Pr. Nazario Wapixana, Pr. Debrão Macuxi, Pr. Waldemiro Wai Wai e o Jovem Jorge HIskariana.


Foi Apresentado a vida e obra de EUKA O pajé de Cristo, através de Slides durante 2 dias.


Muita oração e intercessão pelos indígenas do Brasil.
Foi um Congresso totalmente diferente dos outros.
Na oportunidade foi aprovado que em Outubro de 2012 será realizado um Congresso Indígena do CONOPLEI entre os povos Yanomamis na comunidade PALIMIU.


Também aprovamos o envio de 4 alunos para o seminário teológico, sendo que 2 em Manaus e 2 em Roraima, e já conseguimos as vagas para os dois.


IGREJA GENUINAMENTE INDÍGENA em MANAUS.


Na liderança do Pr. Domingos Ticuna, tem dado frutos, como estão crescendo na palavra e fazendo diferença entre os mais de 20 mil indígenas de 70 etnias urbanizadas em Manaus. Desde o inicio do ano de 2011 quando foi plantada estão se reunindo no centro cultural Ticuna, mas Já adquirimos um belo terreno e estamos orando a Deus pelos recursos para que possamos construir um templo maior pra melhor acomodar os preciosos irmãos.


MINISTERIO com HAITIANOS em MANAUS


A nossa igreja continua crescendo e investindo em missões, já fazem 3 meses que adotamos 22 Haitianos sobrevivente do terremoto em seu país, eles estão morando conosco na igreja, 11 deles já são crentes e de alguns já tiramos a documentação necessária e para 10 deles já conseguimos um trabalho conforme as necessidades. São inúmeras as necessidades deles.


Em fevereiro iniciaremos a segunda etapa deste projeto onde enviaremos 6
deles pro Rio de Janeiro onde eles em parceria com as Igrejas locais estarão trabalhando e estudando TEOLOGIA e MISSIOLOGIA para que depois de 4 a 5 anos eles possam voltar a seu pais de origem como missionários autóctones.


MINISTERIO COM BARCO HUMANITARIO


O Nosso Barco Humanitário “Salvação para a Amazônia”, rompeu fronteiras e adentrou nos rios, Paranás, igarapés, lagos do imenso Amazonas, visitamos comunidades de Caboclos Ribeirinhos e povos Indígenas, levando saúde física (Clinica, Odontologia e Laboratório) e saúde Espiritual com a pregação a Palavra de Deus e o resultado foi conversões de muitas vidas para Cristo.


Novas igreja foram plantadas.


Já estou terminando, mas gostaria de coração de convidar você a fazer parte destes projetos, como parceiros em oração e nos sustentando
financeiramente para que possamos continuar a levar o IDE de Cristo aos povos, raças, tribos, línguas e nações a esses povos sofridos do norte do Brasil.


Agradeço de coração aos que colaboraram para que isso fosse uma realidade, desejando a todos um 2012 de benção, vitorias e novas conquistas.
-----------------------------------------------------------------------
Pr. Paulo Nunes de Carvalho - (Missionário da JOCUM, AMTB, AMA e CONPLEI) - (92) 8138-1997

Nenhum comentário: