"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

MEMÓRIA MISSIONÁRIA


Pr. Teófilo Karkle
Precisamos fazer a Obra Missionária e de vez em quando fazer a Memória
Missionária, de que existimos. Pois o ditado popular que diz: Quem não é visto,
não é lembrado é verdadeiro.
O apostolo Paulo é o nosso mentor neste sentido de fazer Memória Missionária, citamos
as suas palavras exclusivas quando ele agradece pela oferta enviada pela igreja
dos Filipenses, as quais transcrevemos a seguir:
Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.
Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição. (Filipenses 4.13-14)
O versículo 13 é conhecido por todos: Posso todas as coisas em Cristo que me
fortalece, mas poucos sabem do texto vizinho que vem em seguida: Todavia
fizestes bem em tomar parte na minha aflição.
Poderia escrever este Artigo Missionário, dizendo apenas que também: Posso
todas as coisas em Cristo que me fortalece isso ecoa como bonito, como
espiritual. Mas não queremos ficar apenas na admiração da tremenda fortaleza
tinha Paulo. Mas se Paulo sendo Paulo não apenas mostrou sua fortaleza, mas
também sua necessidade. Paulo sendo fabricante de tendas para gerar seus
próprios recursos, no momento de sua necessidade não ficou apenas no lindo, no
espiritual, mas sim ele disse a Igreja de Felipos: Todavia fizestes bem em
tomar parte na minha aflição, como não faremos nós que somos Missionário do
século XXI?
Gostaríamos de dizer isso à sua Igreja amado pastor: Todavia fizestes bem em
tomar parte na minha aflição. Gostaríamos de dizer isso a você estimado
internauta, estimado blogueiro: Todavia fizestes bem em tomar parte na minha
aflição.
O correto seria dizer a uma Igreja: Todavia fizestes bem em tomar parte na
minha aflição, mas quando ela esta omissa, então não temos a disposição de
dizer a esta igreja de nossas necessidades.
Deus em cada circunstancia usa pessoas, pequenas, pobres, desempregadas, para
aliviar a carga de um missionário e a eles queremos oferecer este elogio:
Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição.
Muitos pastores ou muitas igrejas gostariam de ter um missionário, mas que esse
não fosse uma carga para eles. Que o missionário não precisasse de comida, de
roupa, de aluguel, de locomoção, de acesso a internet, que apenas pregasse e
que mandasse historias emocionantes e grandes resultados do seu trabalho.

Quem sabe até tenham mencionado que Deus pode usar
um corvo novamente para levar o sustento ao seu servo.
Deus poderia ter enviado um papagaio que soubesse falar ao ribeiro de Querite
onde estava refugiado o maior profeta de todos os tempos, Elias. Mas um
papagaio que soubesse falar bem e que fosse treinado para dizer: Este pão e esta
carne te mandaram as Igrejas do Sul ou do Norte, mas Deus não mandou um papagaio.
Deus poderia ter mandado um pombo correio com um filactério amarrado no seu
pescoço contendo a seguinte mensagem: Este pão e esta carne mandam o rei de
Israel, ou se fosse hoje: Este pão e esta carne te mandam o pastor da mega igreja.
Mas! Deus mandou um corvo que nem falava, nem tinha um colorido verde do
papagaio, nem a cor branca do pombo correio. Não creio que Elias o segurou o
corvo pela mão como para te-lo como companheiro, pois este tipo de ave é
indesejável à companhia do ser humano, nem mesmo o corvo se interessaria ser
amigo de homens vivos, nem de mortos, pois não comem carne em putrefação humana.
Hoje com certeza não é preciso Deus enviar os corvos novamente, pois existe
você, com faculdades, com habilidades para fazer sua obra.
Esta Memória Missionária é para fazer um cargo de consciência muito grande em
todos os leitores, principalmente para aqueles que têm desejado que Deus lhe
envie um anjo para falar com ele. Este texto eu posso dizer que é um anjo
falando contigo: Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição. Estas
palavras queremos fazer bem apostólica, bem profética e dizer como dizia os
homens de Deus do Antigo Testamento: Assim diz o Senhor: Todavia fizestes bem
em tomar parte na minha aflição.
É de minha inteira responsabilidade a Missão que assumi diante de Deus de estar
no Chile, sem receber envios financeiros do Brasil. A ninguém queremos culpar
que seja assim nosso chamado, mas depois de passar quatro anos no Brasil
curando as minhas feridas, decidi voltar ao Chile e ser uma vez mais útil ao
Senhor nesta terra.
Durante catorze meses estive pregando Palavras Proféticas e Promessas, hoje eu
me dou conta que estas mais de cento e vinte pregações escritas e gravadas em
áudios, foram pregadas para mim mesmo. Eram momentos difíceis, mas nos quais minha
fé se aprofundou muito no Senhor e hoje posso fazer o que mais sei fazer, ser
pastor, baseado, inspirado em promessas da Palavra de Deus.
O texto bíblico é serio: E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos
os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as
nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor
aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à
esquerda.

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde,
benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a
fundação do mundo; porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me
de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci,
e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. (Mateus25.31-36)
Perguntamos diretamente agora nesta nossa Memória Missionária onde estão nossos
conhecidos? Aqueles que pelo menos uma vez nos ouviu falar, que pelo menos uma
vez tomou na minha mão para me dar a paz, para saber deles o porquê da
distancia, o porquê do frio, o porquê da indiferença e o porquê do silencio? Ninguém
nos escreve ninguém nem nos manda nem aqueles scraps frios do Orkut, ainda que
não gosto deles. É coisa de preguiçoso mandar uma mensagem na sexta-feira
assim: Bom final de semana.
Fui ao Seminário me preparar para ser Missionário e tudo o que sei fazer hoje é
ser Missionário e com muita qualidade e com muito equilíbrio. Como não temos
sustento do Brasil, já tentamos buscar emprego aqui no Chile, mas simplesmente
Deus não permitiu assim.
O que tenho feito todas as semanas é sentar aqui diante do meu notebook e
escrever artigos como este e lançar na Internet, e tem sido uma grata
experiência de ver como de um em um, Deus tem levantado pessoas de lugares que
nem conheço para nos ajudar aqui. Como no caso de Vilma Pires, lá de Divinópolis
- MG, que tem nos ajudado com sua contribuição de amor, que tem colocado nosso
Projeto do Centro de Alegria no seu blog pessoal.
Outro exemplo digno de gloria é o caso de Sammis Reachers que criou de maneira
gratuita o Blog para o nosso Centro de Alegria e a escrito até sete vezes por
semana, enviando o link do blog para nós ver como vai ficando cada seção de
estudos, fotos, vídeo e etc. Deus te recompense amigo.
Não podemos deixar de mencionar meus amigos Alexandre Peixer de Lages - SC,
Marcos Guimarães de Natal - RN por enviar uma e outra vez doações para nós
comprar Bíblias para doar ao povo chileno.
E Deus tem nos dado algumas Mãe de Coração como a Mãe Angelina, São Sebastião -
SP que por nove anos tem mandado mês a mês sua oferta de amor e agora
ultimamente a mãe Cidinha em São Paulo tem cuidado do seu filho adotivo com
muito carinho aqui no Chile.
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças...
(Eclesiastes 9.10)
Reparte com sete, e ainda até com oito, porque não sabes que malha verá sobre a
terra. (Eclesiastes 11.2).
Escreva-nos: centrodealegria@hotmail.co
Sigue-nos: http://centrodealegriachile.blogspot.com/
Ajude-nos: Conta Corrente 18491-8 Agencia 3078-3 Banco do Brasil


Nenhum comentário: