"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

segunda-feira, 28 de abril de 2014

CUIDADO INTEGRAL DOS FILHOS DE MISSIONÁRIOS

Cuidado integral do filho de missionário - um desafio para a igreja Jan Greenwood Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá. Salmo 127.3 O cuidado integral do missionário é uma preocupação com o bem-estar emocional, físico, mental e espiritual do missionário. Eles precisam desta atenção especial por causa da situação em que vivem -- uma vida que muitas vezes tem mais dificuldades do que a vida de outras pessoas. Quando falamos sobre missionários pensamos em cristãos maduros que vão compartilhar a sua fé, que têm um chamado de Deus, uma vocação. Pessoas solteiras, casais e também famílias -- famílias que têm filhos. Desde o início da história de missões mundiais, casais e famílias têm ido ao campo. Mesmo que as necessidades do filho de missionário tenham sido uma preocupação das famílias missionárias, especialmente das mães, historicamente pouca atenção tem sido dada a ele. Somente nos anos 70, quando o assunto da família cristã tornou-se mais discutido, é que mais atenção foi dada às necessidades peculiares do filho de missionário, com todas as tensões e dificuldades que atravessam: “Estava com medo de vir para cá. A casa era esquisita. Eu estava triste porque eu não sabia a língua.” “O calor é difícil, mas eu gosto de ir nadar no rio para refrescar e tomar guaraná Baré.” “Estou triste porque minha cachorra não veio.” Ted Ward1 comenta que os problemas dos filhos de missionário não são exclusivos deles. Outras crianças podem ter as mesmas dificuldades. Contudo, elas são acentuadas pelas situações em que os filhos de missionários vivem. Trata-se dos desafios de viver e crescer em um mundo complexo como nômades globais. Quando pensamos em preparo de famílias para o campo missionário, devemos incluir os filhos: proporcionar um preparo também para eles e nos preocupar com a sua adaptação à nova situação. Este deve ser um dos focos das agências e escolas de preparo missionário. Porém, cabe também aos pais, familiares, professores e igrejas entenderem como ajudar esses preciosos filhos. Há muitas áreas importantes a serem incluídas em um programa de preparo para filhos de missionários: família e identidade, mudança e amigos, cultura e choque cultural, transição e despedida. Uma adaptação bem-sucedida a uma nova situação tem a ver com quatro pilares: o relacionamento conjugal dos pais; o sentimento de valor da criança; o entendimento do valor do ministério; a fé prática e persistente dos pais, que fornece um exemplo de vida para a criança. E não podemos nos esquecer do papel essencial da oração. Por meio da oração, alcançamos a graça, a misericórdia, o poder e a presença do Deus Todo-Poderoso. Devemos orar pelos filhos de missionários -- por sua preparação, transição e adaptação à nova cultura e, depois, pelo retorno à cultura de origem. Nota 1. WARD, T. ICMKs in perspective: deacons for the 21st century. In: BOWERS, J.M. Raising resilient MKs; resources for caregivers, parents, and teachers. Colorado Springs: Association of Christian Schools International, 1998. p. 3. • Jan Greewood, casada, três filhos e um neto, é coordenadora de pessoal da Interserve Brasil e professora no Centro Evangélico de Missões, em Viçosa, MG.


 

Nenhum comentário: