"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

REPÚBLICA DA SINGAPURA

Cingapura é um país insular do sudeste da Ásia, na extremidade meridional da Península Malaia. Com pouco mais de 620 km2 de área e sem dispor de recursos naturais, tornou-se uma das nações mais prósperas do mundo, com forte presença no mercado internacional, alta expectativa de vida, elevados índices educacionais e renda per capita acima de 20 mil dólares.

O país, de clima equatorial, é habitado por cerca de 4,5 milhões de pessoas, sendo que 70% delas encontra-se na cidade de Cingapura. A composição da população é basicamente composta por chineses (cerca de 75%), seguida por malaios, indianos e outros grupos étnicos. Isso faz com que o país tenha 4 idiomas oficiais: malaio, mandarim, tâmil e inglês.

A movimentada e populosa cidade-estado de Cingapura localiza-se na região sul da ilha, sendo um núcleo comercial e financeiro, onde centenas de multinacionais instalaram seus centros de operação, e um dos portos mais movimentados do mundo.

A indústria de alta tecnologia é responsável por grande parte das exportações. História O passado longínquo de Cingapura ainda é pouco conhecido dos historiados, que contam com informações a partir dos séculos XII e XIII. Nos séc. XIII e XIV, o porto de Cingapura (então chamado deTemasek, do javanes “mar”) era um centro de comércio razoavelmente importante. Invasores provenientes da ilha de Java destruíram Temasek, em 1377.

O porto de Melaka foi fundado ao norte de Cingapura por volta de 1409.

No início do séc. XIX, Cingapura era uma ilha coberta de florestas, com apenas uma aldeia de pescadores no litoral sul. Sir Stamford Raffles, um agente da organização comercial inglesa Companhia da Índia Oriental, reconheceu a importância potencial que a ilha teria para o comércio inglês.

Em 1819 obteve a posse do porto de Cingapura para a Inglaterra, por meio de um acordo com um sultão de Johor. A ilha inteira passou a ser controlada pelos ingleses em 1824, por conta de um acordo com os holandeses. Em 1826, Cingapura passou a fazer parte dos Estabelecimentos dos Estreitos, uma colônia inglesa. Os ingleses construíram uma imensa base aérea e naval no litoral norte da ilha durante a década de 1930. Mas se prepararam apenas para os ataques marítimos.

No início da Segunda Guerra Mundial, tropas japonesas desceram em marcha pela Península da Malásia, vindos da Tailândia, e tomaram Cingapura com facilidade. Ocuparam a cidade de 1942 a 1945. Os ingleses dissolveram os Estabelecimentos dos Estreitos em 1946 e fizeram de Cingapura uma colônia à parte.

As pequenas ilhas em torno da ilha principal e a ilha inglesa de Christmas, ao sul de Java, eram administradas por Cingapura. A ilha de Christmas passou ao domínio da Austrália em 1958. Cingapura elegeu seu primeiro legislativo representativo em 1955 e alguns de seus habitantes começaram a pedir a independência total na mesma ocasião.

A região ganhou um autogoverno interno em 3 de junho de 1959. A Inglaterra responsabilizava-se pela defesa de Cingapura e pelos assuntos externos. Os territórios de Cingapura, Sabah (antigo Bornéu do norte) e Sarawak (também em Bornéu) reuniram-se à Malásia para formar a Federação da Malásia, em 16 de setembro de 1963. Muitas diferenças políticas e sociais manifestaram-se dentro da federação.

Quando a liderança chinesa em Cingapura ameaçou perturbar o equilíbrio da federação, o governo malaio excluiu Cingapura em 1965, que se tornou, então, um país independente. Lee Kuan Yew, um advogado, foi o primeiro a ocupar o cargo de primeiro-ministro do país, ficando no poder por mais de 25 anos. Em 1990, Goh Chok Tong assumiu o governo. De 1990 a 1996, o país experimentou um crescimento econômico superior a 8% ao ano. Nas eleições realizadas em 1997, o governo manteve ampla maioria no Parlamento, com 81 das 83 cadeiras. Em agosto de 1999, Sellapan Rama Nathan elegeu-se presidente.

Cingapura foi atingida pela crise asiática de 1997, recuperando-se rapidamente, graças à implantação de uma política de corte de gastos e de redução de impostos. A recessão global dos anos 2000-2001 e a crise do mercado de alta tecnologia, que absorve grande parte das exportações do país, afetaram duramente a economia local e provocaram acentuada queda do PIB.

No entanto, a partir de 2002, o país voltou a se recuperar, e o governo vem adotando medidas para tornar Cingapura menos vulnerável às oscilações do mercado externo. Entre abril e setembro de 2003, a síndrome respiratória aguda grave (Sars, na sigla em inglês) provocou 33 mortes no país e causou prejuízos econômicos, em virtude da queda no turismo.

Em agosto de 2004, Lee Hsien Loong (PAP), filho mais velho do ex-premiê Lee Kuan Yew, assume o cargo de primeiro-ministro. O pai se mantém no gabinete. O governo anuncia medidas de estímulo ao crescimento populacional, pois Cingapura tem taxa de fecundidade insuficiente para manter a população estável.

Nenhum comentário: