"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

CULTIVANDO A VISÃO MISSIONÁRIA

Igrejas altamente engajadas no processo missionário geram membros naturalmente conscientes e ativos. As idas e vindas dos obreiros, quando sempre compartilham as suas experiências de campo e as suas necessidades, ajudam a manter vivo o interesse pela causa. Orando, contribuindo financeiramente e correspondendo com os seus missionários, os membros da igreja passam a se envolver mais profundamente com a obra.

Onde não há tradição missionária o cultivo da visão demandará um esforço mais direcionado. Quem quiser crescer nesse sentido poderá recorrer aos seguintes recursos práticos:

1. ler jornais, boletins, revistas e biografias missionárias;
2. participar de cursos, congressos e conferências missionárias;
3. pesquisar sobre os diferentes campos, especialmente os mais necessitados, e, se possível, visita-los;

4. estudar, pesquisar e acompanhar o desenvolvimento das grandes religiões do mundo;
5. familiarizar-se com o mapa-múndi;

6. orar regularmente, de preferência com toda a igreja, utilizando o guia Intercessão Mundial, compilado por Patrick Johnstone, que dá uma visão muito abrangente da situação atual da obra missionária. De igual maneira, utilizar cartas de oração dos seus missionários;

7. atento aos noticiários, orar pelos países em crise, guerras ou catástrofes, refletindo sobre as possíveis conseqüências para a obra missionária;

8. hospedar missionários;
9. visitar organizações missionárias, etc.

Quando perseveramos no cultivo da visão missionária, começamos a perceber que gradualmente o nosso interesse irá se transformar em uma paixão. Nesse ponto o nosso compromisso com a obra missionária poderá tornar-se irreversível. Não conseguiremos mais ver a nossa vida separadamente de missões. Começaremos a entender que missões é realmente a prioridade de Deus. Veremos que todos os grandes acontecimentos mundiais têm relação com missões.

(Extraído do Livro "Eu Te Darei as Nações" de Rafael Lopes. Editora Betania.MG).

Nenhum comentário: