sábado, 10 de agosto de 2019

CONHEÇA A TRIBO DA INDONÉSIA QUE MANTÉM OS MORTOS EM CASA POR ATÉ 1 ANO

Os torajanas moram em regiões isoladas da ilha Sulawesi, na Indonésia. Por lá, a morte, como conhecemos no Ocidente, é apenas um ritual de transição: por isso, o corpo da pessoa nunca é enterrado logo após o seu falecimento. Os rituais costumam levar dias, semanas e até anos para acontecer. Enquanto isso, os corpos dos entes que partiram continuam fazendo parte da família, recebendo visitas e até dando conselhos. É o caso da mãe de Yohana Palangda, que era vista como uma espécie de guru em sua aldeia e, mesmo passado mais de um ano de sua morte, continua tendo um lugar especial na casa de sua filha.
Comida aos mortos Nesse estado, o defunto é chamado de “makala”, que significa “pessoa doente”. Seu corpo é tratado com formalina, uma mistura de formaldeído e água que faz com que sua carne não apodreça. Com o tempo, isso acaba se transformando em um processo de mumificação. Já o cheiro do cadáver permanece, mas é atenuado com incensos de sândalo. Os velórios costumam ser grandes celebrações – iguais a um casamento ou a um batizado, por exemplo. Eles demoram a acontecer porque na tradição torajana toda a família precisa estar reunida para se despedir do ente querido. Uma espécie de “pré-funeral” acontece logo após a morte da pessoa, que depois retorna para casa à espera do velório especial. De volta ao lar, muitas pessoas até servem refeições aos falecidos. A jornalista Amanda relato o caso de uma família que havia perdido a mãe duas semanas antes, mas, mesmo assim, servia quatro refeições por dia para ela: café da manhã, almoço, chá da tarde e janta.
Grandes celebrações funerárias Os grandes velórios são capazes de parar uma aldeia. Nem mesmo ambulâncias com pessoas doentes conseguem ultrapassar a multidão. A jornalista definiu isso assim: “Aqui, a morte supera a vida”. No ritual funerário, uma grande quantidade de búfalos é morta para ser oferecida aos convidados e guiar o falecido “do lado de lá”. Engana-se, entretanto, quem pensa que os torajanos cultuam a morte: muito pelo contrário, eles procuram tratamentos ocidentais para que a pessoa enferma não acabe falecendo. E quando isso enfim acontece, a tristeza toma conta da família, assim como no Ocidente. O que muda, porém, é a maneira como se encara esse período depois da morte. Tudo isso começou com a chegada dos missionários holandeses na região, os quais transformaram essa parte do país, que é tradicionalmente muçulmano, em um reduto cristão. Os funerais seguem os ritos de leituras de textos específicos da Bíblia, mas ainda não se sabe quando foi iniciada a cultura de demorar para fazer os enterros. No começo do século 20, quando a escrita chegou à região, pessoas já documentavam esse tipo de comportamento.
Turismo fúnebre A jornalista tenta traçar um paralelo entre o que acontece na Indonésia e o que praticamos no Ocidente. Citando os escritores Colin Murray Parkes e Holly G. Prigerson, do livro “Bereavement”, Amanda lembra que é comum, por aqui, mantermos um tipo de contato com nossos entes falecidos. Muitas vezes, nós sentimos suas presenças e continuamos conversando com eles, mesmo após suas partidas. Não é incomum, inclusive, que a gente alegue ser capaz de vê-los em espectro. Quão diferente isso é da cultura torajana, que, grosso modo, faz as mesmas coisas, só que com os corpos das pessoas na sala? Essa tradição também serve como turismo: principalmente europeus e australianos costumam visitar a região de Sulawesi para conhecer seus rituais fúnebres. Para os habitantes locais, isso é uma prova do quão importante é a família e de por que isso deve permanecer em sua cultura.
Segundo funeral Você pode até achar uma desculpa para não ir a um casamento, mas, se você tiver a oportunidade de ir ao funeral de um parente, você realmente vai dispensar essa última chance? A maioria com certeza não. Tanto que na Indonésia eles também servem para você conhecer membros familiares distantes. O funeral é tão importante para eles que é repetido depois de alguns anos. Nesse segundo ritual, chamado de “ma’nene’”, os corpos dos antepassados são desenterrados para receber uma nova mortalha, além de lanches e cigarros. Isso acaba sendo uma forma de “matar a saudade” de quem já partiu há mais tempo. Amanda Bennett termina sua matéria levantando algumas questões: “Como nós, ocidentais, nos distanciamos tanto da morte? Como perdemos a sensação de estarmos ligados uns aos outros, à sociedade e ao Universo?”. Fica a reflexão...

Na Indonésia há um povo que trata os mortos como vivos. A história dos habitantes de Tana Toraja

s Torajans, povo que vive em na região central de uma ilha da Indonésia, costuma homenagear os mortos de maneira diferente à do Ocidente.
Os corpos são guardados em casa e tratados como vivos até a família juntar dinheiro suficiente para organizar um funeral suntuoso.
A tradição centenária tem como pano de fundo a religião animista (crença de que não há separação entre o mundo espiritual e material), apesar de a maioria dos moradores da região ser cristã.
Paulo Cirinda morreu há 12 anos, mas sua família ainda o trata como se estivesse vivo.
Sua filha, Mamak Lisa, explica por que guarda o corpo do pai até hoje em casa.
"Se o enterrarmos, sentiríamos a dor da perda de repente", diz ela.
"Não teríamos tempo

de enfrentar o luto e nos conformar com a situação", completa.
Ela ainda fala sobre o pai no presente.
"Ele é um homem muito bom e um pai muito amoroso", afirma.
"É bom tê-lo em casa e junto de nossa família", conclui.

quarta-feira, 7 de março de 2012

PASSEA CORDILHEIRA DOS ANDES E AJUDE-NOS

Pr. Teófilo Karkle

E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedónia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. (Atos dos Apóstolos 16.9)


Um texto bíblico como este é de domínio publico, graças a Deus por isso, não são como aqueles textos o imagens que tem Copyright e levamo símbolo © ou aquelas que levam o ® de Registrado ou direito de autor, onde temos que citar a fonte. A Bíblia tem sim Autor e tem a Fonte, isso é muito importante saber que Deus se comunicou com o homem e inspirou a escrever a Bíblia.

Paulo teve uma visão estando em Viagem Missionária de um homem de uma região chamado Macedônia que clamava a ele pedindo ajuda. Que linda visão, da qual fazemos repetir através deste Artigo Missionário adaptando a nossa Realidade e a nossa Necessidade aqui na Republica do Chile. Quando citamos esta frase que colocamos como titulo: Passe a Cordilheira dos Andes e Ajude-nos. Poderíamos até registrar-la como Direitos Autorais, pois esta frase foi criada por nós aqui da PRONAMI-Promotoria Nacional de Missões. A PRONAMI tem como objetivo principal Promover no Brasil Missões com destino ao Chile.

As Cordilheiras de los Andes é uma cadeia montanhosa muito linda, e muito alta, o seu ponto mais elevado esta bem pertinho da capital do Chile, Santiago do Chile, faltando apenas 38 metros para 7.000 Ou seja, tem exatamente 6.962 de altura. Se você visitar o Chile de avião o comandante sempre da esta informação turística: Senhores passageiros, esta montanha que sobressai das demais a sua direita é o Aconcagua amontanha mais alta do Chile. Logo que cruzar por esta montanha, mais uns 15 minutos o avião já esta pousando em Santiago do Chile, no Aeroporto Internacional Arturo Merino Benitez, construído por uma empresa brasileira por sinal.

Aconcagua significa Sentinela de Pedra. Atrás desta cadeia montanhosa esta um vale plano de aproximadamente 4.300 km de extensão chamado Chile, que no idioma indígena Aimará significa: Fim do Mundo.

Com este Artigo Missionário queremos que tome vida aexpressão Passe a Cordilheira dos Andese Ajude-nos. Você pode passar de muitas maneiras diferentes, mas vamos mencionar quatro maneiras: Fisicamente vindo até o Chile e ofertar a tua vida para as Missões. Mas também pode passar as Cordilheiras Virtualmente, através da Internet, conhecendo nossa necessidade como Missionários e conhecendo também as Necessidades da nossa Igreja.

Outra maneira é Espiritualmente através de tua oração e de tua visão para com a Obra do Senhor. E por ultimo você pode passar a Cordilheira dos Andes, Financeiramente, enviando socorro, ajuda e amor.







Estamos construindo um Templo de 8 x 14 metros. O grosso da Obra esta pronto, mas faltam ainda: Aberturas, Forro, Piso e Iluminação. Por isso escrevemos esta Matéria Missionária pedindo que nos ajudem. Suas Doações têm que ser feita em Dinheiro, pois não podemos passar pela sua Empresa ou pela sua casa com uma camioneta, para ir buscar uma Caixa de Cerâmica ou um Saco de Cimento. Mas você poder fazer uma Oferta de Amor, calculado pelo valor dos produtos no Brasil e dizer assim: Quero enviar 1 Metro Quadrado de Amor, baseado no valor da Cerâmica no Brasil. Internamente aqui no Município de Cerronavia, estamos fazendo uma Campanha para juntar 112 Metro² de Amor, vamos em 68 Metros² juntados, mas falta ainda, pois a meta é 112 Metros² depois temos um pequeno banheiro para cobrir e uma pequena cozinha. Como podem ver nas fotos anexa neste Pedido de Ajuda.

Deus tem abençoado muito o Brasil, e para ele que escrevemos sempre, para brasileiros e brasileiras não é para os Estados Unidos. Gostaríamos de encontrar a partir de agora muitas pessoas que pudessem Doar R$ 20,00 Vinte Reais para comprarmos aqui esse Metro² de Amor, como estamos chamando esta Campanha. Pessoas que mesmo desempregadas e queiram participar, não tenha duvida nem medo de Lançar o teu pão sobre as águas porque depois de muitos dias o acharas. Não tenha vergonha de que seja pouco, que sejam apenas 20 Reais, tem um exemplo na Bíblia de um Punhado de Trigo que foi lançado na terra e o seu Fruto o seu Resultado fez tanto barulho como as Folhagens das altas Arvores do Líbano. (Salmos 72.16)






Aproveitamos esse espaço para pedir Cadeiras Plásticas, também no mesmo valor de R$ 20,00. Você podemandar uma Cadeira, duas Cadeiras, cinco Cadeiras ou quanto Deus tocar no seucoração.

Vamos precisar de Forro de PVC, você pode nos ajudar com um Metro² de Forro de PVC, e cobrar de nós as Imagens que serão feitas a partir de cada etapa dessa Construção que estamos fazendo. Novamente você pode fazer uma doação de R$ 20,00 e nos mande dizer para qual parte do Templo você gostaria que fosse destinado sua Oferta de Amor.

Passe a Cordilheira de los Andes, conheça o Chile via Online, Adote esta Nação, Adote esta Missão. Coloque no mural da sua Igreja ou da sua Empresa uma Foto das muitas que poderemos mandar a você a partir do momento que enviares tua Contribuição de Amor. Para que o nome do Senhor seja glorificado e para que tua empresa ou igreja seja abençoada, pois esta tem sido a experiência de cada pessoa que se envolveu com Missões, houve um avanço, houve um crescimento. As dividas atrasadas foram pagas, as coisas novas foram compradas, pois Deus que é o Deus de toda Dádiva se compraz em abençoar.

Queremos convidar para que você seja nosso Promotor ou Promotora de PRONAMI, paraisso é preciso nos escrever para que nós possamos te enviar as instruções de como poderá fazer. Amem?

Visite nosso Blog e faça parte dele http://pronami.blogspot.com/
escreva-nos ao nosso E-mail centrodealegria@hotmail.com

E também visite o portal do seu Banco e Faça uma Transferência à

Conta Corrente: 18481-8
Agencia 3078-3
Banco do Brasil

ou então passe por uma Agencia do Banco doBrasil e use aqueles envelopes para fazer um Deposito de Amor, sem ter que enfrentar a fila ou sem ter que esperar a agencia abrir.

Que Deus possa tocar teu coração e que ele seja aberto para Doar, Amar, Abraçar e para Passar a Cordilheira dos Andes e nos Ajudar nesta grande Missão.

Pr. Teófilo Karkle e Mis. Ivone Karkle

sexta-feira, 2 de março de 2012

CAMPANHA MUNDIAL DE ORAÇÕES

VOCÊ ESTAVA PENSANDO QUE ERA O ÚNICO NA TERRA... DEUS AINDA TEM UMA MULTIDÃO DE SERVOS FIÉIS QUE NÃO SE DOBRAM À BAAL... A IGREJA É MAIOR DO QUE VOCÊ PENSA... ENTRE NESTA CAMPANHA E VEJA O QUE DEUS VAI FAZER NA TERRA. SEJA UM DIVULGADOR DESTA CAMPANHA.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

MEMÓRIA MISSIONÁRIA


Pr. Teófilo Karkle
Precisamos fazer a Obra Missionária e de vez em quando fazer a Memória
Missionária, de que existimos. Pois o ditado popular que diz: Quem não é visto,
não é lembrado é verdadeiro.
O apostolo Paulo é o nosso mentor neste sentido de fazer Memória Missionária, citamos
as suas palavras exclusivas quando ele agradece pela oferta enviada pela igreja
dos Filipenses, as quais transcrevemos a seguir:
Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.
Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição. (Filipenses 4.13-14)
O versículo 13 é conhecido por todos: Posso todas as coisas em Cristo que me
fortalece, mas poucos sabem do texto vizinho que vem em seguida: Todavia
fizestes bem em tomar parte na minha aflição.
Poderia escrever este Artigo Missionário, dizendo apenas que também: Posso
todas as coisas em Cristo que me fortalece isso ecoa como bonito, como
espiritual. Mas não queremos ficar apenas na admiração da tremenda fortaleza
tinha Paulo. Mas se Paulo sendo Paulo não apenas mostrou sua fortaleza, mas
também sua necessidade. Paulo sendo fabricante de tendas para gerar seus
próprios recursos, no momento de sua necessidade não ficou apenas no lindo, no
espiritual, mas sim ele disse a Igreja de Felipos: Todavia fizestes bem em
tomar parte na minha aflição, como não faremos nós que somos Missionário do
século XXI?
Gostaríamos de dizer isso à sua Igreja amado pastor: Todavia fizestes bem em
tomar parte na minha aflição. Gostaríamos de dizer isso a você estimado
internauta, estimado blogueiro: Todavia fizestes bem em tomar parte na minha
aflição.
O correto seria dizer a uma Igreja: Todavia fizestes bem em tomar parte na
minha aflição, mas quando ela esta omissa, então não temos a disposição de
dizer a esta igreja de nossas necessidades.
Deus em cada circunstancia usa pessoas, pequenas, pobres, desempregadas, para
aliviar a carga de um missionário e a eles queremos oferecer este elogio:
Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição.
Muitos pastores ou muitas igrejas gostariam de ter um missionário, mas que esse
não fosse uma carga para eles. Que o missionário não precisasse de comida, de
roupa, de aluguel, de locomoção, de acesso a internet, que apenas pregasse e
que mandasse historias emocionantes e grandes resultados do seu trabalho.

Quem sabe até tenham mencionado que Deus pode usar
um corvo novamente para levar o sustento ao seu servo.
Deus poderia ter enviado um papagaio que soubesse falar ao ribeiro de Querite
onde estava refugiado o maior profeta de todos os tempos, Elias. Mas um
papagaio que soubesse falar bem e que fosse treinado para dizer: Este pão e esta
carne te mandaram as Igrejas do Sul ou do Norte, mas Deus não mandou um papagaio.
Deus poderia ter mandado um pombo correio com um filactério amarrado no seu
pescoço contendo a seguinte mensagem: Este pão e esta carne mandam o rei de
Israel, ou se fosse hoje: Este pão e esta carne te mandam o pastor da mega igreja.
Mas! Deus mandou um corvo que nem falava, nem tinha um colorido verde do
papagaio, nem a cor branca do pombo correio. Não creio que Elias o segurou o
corvo pela mão como para te-lo como companheiro, pois este tipo de ave é
indesejável à companhia do ser humano, nem mesmo o corvo se interessaria ser
amigo de homens vivos, nem de mortos, pois não comem carne em putrefação humana.
Hoje com certeza não é preciso Deus enviar os corvos novamente, pois existe
você, com faculdades, com habilidades para fazer sua obra.
Esta Memória Missionária é para fazer um cargo de consciência muito grande em
todos os leitores, principalmente para aqueles que têm desejado que Deus lhe
envie um anjo para falar com ele. Este texto eu posso dizer que é um anjo
falando contigo: Todavia fizestes bem em tomar parte na minha aflição. Estas
palavras queremos fazer bem apostólica, bem profética e dizer como dizia os
homens de Deus do Antigo Testamento: Assim diz o Senhor: Todavia fizestes bem
em tomar parte na minha aflição.
É de minha inteira responsabilidade a Missão que assumi diante de Deus de estar
no Chile, sem receber envios financeiros do Brasil. A ninguém queremos culpar
que seja assim nosso chamado, mas depois de passar quatro anos no Brasil
curando as minhas feridas, decidi voltar ao Chile e ser uma vez mais útil ao
Senhor nesta terra.
Durante catorze meses estive pregando Palavras Proféticas e Promessas, hoje eu
me dou conta que estas mais de cento e vinte pregações escritas e gravadas em
áudios, foram pregadas para mim mesmo. Eram momentos difíceis, mas nos quais minha
fé se aprofundou muito no Senhor e hoje posso fazer o que mais sei fazer, ser
pastor, baseado, inspirado em promessas da Palavra de Deus.
O texto bíblico é serio: E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos
os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as
nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor
aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à
esquerda.

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde,
benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a
fundação do mundo; porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me
de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci,
e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. (Mateus25.31-36)
Perguntamos diretamente agora nesta nossa Memória Missionária onde estão nossos
conhecidos? Aqueles que pelo menos uma vez nos ouviu falar, que pelo menos uma
vez tomou na minha mão para me dar a paz, para saber deles o porquê da
distancia, o porquê do frio, o porquê da indiferença e o porquê do silencio? Ninguém
nos escreve ninguém nem nos manda nem aqueles scraps frios do Orkut, ainda que
não gosto deles. É coisa de preguiçoso mandar uma mensagem na sexta-feira
assim: Bom final de semana.
Fui ao Seminário me preparar para ser Missionário e tudo o que sei fazer hoje é
ser Missionário e com muita qualidade e com muito equilíbrio. Como não temos
sustento do Brasil, já tentamos buscar emprego aqui no Chile, mas simplesmente
Deus não permitiu assim.
O que tenho feito todas as semanas é sentar aqui diante do meu notebook e
escrever artigos como este e lançar na Internet, e tem sido uma grata
experiência de ver como de um em um, Deus tem levantado pessoas de lugares que
nem conheço para nos ajudar aqui. Como no caso de Vilma Pires, lá de Divinópolis
- MG, que tem nos ajudado com sua contribuição de amor, que tem colocado nosso
Projeto do Centro de Alegria no seu blog pessoal.
Outro exemplo digno de gloria é o caso de Sammis Reachers que criou de maneira
gratuita o Blog para o nosso Centro de Alegria e a escrito até sete vezes por
semana, enviando o link do blog para nós ver como vai ficando cada seção de
estudos, fotos, vídeo e etc. Deus te recompense amigo.
Não podemos deixar de mencionar meus amigos Alexandre Peixer de Lages - SC,
Marcos Guimarães de Natal - RN por enviar uma e outra vez doações para nós
comprar Bíblias para doar ao povo chileno.
E Deus tem nos dado algumas Mãe de Coração como a Mãe Angelina, São Sebastião -
SP que por nove anos tem mandado mês a mês sua oferta de amor e agora
ultimamente a mãe Cidinha em São Paulo tem cuidado do seu filho adotivo com
muito carinho aqui no Chile.
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças...
(Eclesiastes 9.10)
Reparte com sete, e ainda até com oito, porque não sabes que malha verá sobre a
terra. (Eclesiastes 11.2).
Escreva-nos: centrodealegria@hotmail.co
Sigue-nos: http://centrodealegriachile.blogspot.com/
Ajude-nos: Conta Corrente 18491-8 Agencia 3078-3 Banco do Brasil


sábado, 18 de fevereiro de 2012

CONTEXTUALIZAÇÃO - UMA ABORDAGEM NA OBRA MISSIONÁRIA


Por Maura Juça Manuel

Introdução
Segundo Donald Sênior e Stuhlmueller no livro Fundamentos Bíblicos da Missão, a contextualização no seu nível mais profundo não implica numa visão de uniformidade, que requer que todas as culturas expressem o evangelho de uma única forma, o que seria impossível.

O cristianismo não é uma religião etnocêntrica. Os gentios não precisam se tornar judeus, os chineses não precisam se tornar italianos ou poloneses. A universalidade do Evangelho significa que a fé pode assumir expressões diferenciadas.

Base Bíblica
A missão mundial jamais começa do nada mas dentro de uma cultura pré-existente. Portanto, o ato missionário prescinde uma disposição de identificação com a cultura do povo com o qual se vai trabalhar.

O interesse de Deus por Missões

Missões se baseia na disposição de Deus em ocupar-se com a situação complicada da vida humana não somente enquanto formado de acordo com a sua cultura e valores, mas também enquanto um povo deformado pelo pecado.

A contextualização tem a sua base no processo pelo qual o próprio Deus se utiliza como fonte do estilo de vida de um povo, para se revelar à ele.
Is 55: 6-11 indica que a vontade e propósito de Deus pré-existem desde a eternidade, portanto Ele antes mesmo de ser Criador era Salvador.

Outro aspecto que indica o processo de contextualização no exemplo do próprio Deus na sua relação para com a humanidade é que Ele sempre se revelou dentro de formas humanas já existentes.


Jesus o exemplo

Jesus se tornou o nosso modelo de contextualização pois a Bíblia afirma que o verbo se fez carne (Jo 1.14), e nessa condição, ele experimentou dor, fome, tudo que fazia parte da carne, ou seja da condição do ser humano que ele se tornou.

De fato, Ele nunca deixou de ser o verbo eterno, mas optou pela identificação com o ser humano. Este é o principio da identificação sem perda da identidade, é o principio que serve para o nosso trabalho missionário transcultural.

Barreiras

Alguns se recusam a se identificar com o povo com o qual querem servir. Preferem continuar sendo eles mesmos evitando toda e qualquer semelhança com os costumes do povo, permanecendo agarrados a sua herança cultural, impondo a sua própria cultura, desprezando a cultura receptora e consequentemente praticando um imperalialismo cultural extremamente negativo para a obra missionária.

O processo de aculturação possui três etapas segundo Donald Senior e Stuhlmueller: a violência, a indigenização e o desafio.

A fase de violência é a fase inicial quando o missionário chega com novas idéias que transformam as antigas, criam certos choques, e que desencadeiam algum gênero de mudança violenta. É a fase caracterizada pelo estabelecimento de cabeça-de-ponte.

A Segunda fase, que os autores chamam de indigenização é quando a nova idéia lança suas raízes e se re-exprime as suas crenças e práticas religiosas em conformidade com as crenças e práticas locais. Essa é uma fase longa e complicada, que bem direcionada pode caminhar para uma contextualização sadia, mas se for mal encaminhada pode descambar para o sincretismo.

A terceira fase é o que os autores chamaram de desafio, pois implica no desafio profético que transforma tanto a cultura como também a religião.
Segundo a missióloga Norte Americana Barbara Burns, no seu artigo ¨Teologia contextualizada - a integração da exegese bíblica e estudos missiológicos¨, um dos principais desafios no cumprimento da tarefa missionária é a contextualização da Bíblia. Ela argumentou que há muita polêmica no meio evangélico sobre como fazer isso, quais os limites, e até qual é a base para conseguir comunicar os propósitos de Deus em outras culturas.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

MODISMO E MISSÕES


Por Oswaldo Prado

Todos nós sabemos que a Igreja foi estabelecida para espalhar a glória de Deus por toda a Terra. Nada mais, nada menos que isso.
Exatamente por isso temos hoje, em solo brasileiro, a semente do Evangelho de Cristo, que foi plantada aqui, especialmente a partir de meados do século 19. O processo mais natural seria que esta Igreja Evangélica Brasileira, plantada por missionários forâneos, se tornasse, a partir de então, um agente promotor da glória do Senhor.

Mas não foi exatamente isso o que aconteceu. Esse Evangelho chegou até nós, igrejas foram plantadas, vidas foram transformadas, mas a visão da missão da Igreja ficou bem aquém daquilo que deveria ter acontecido.

Ou seja, o Evangelho avançou muito, mas priorizando sempre as próprias denominações e estruturas eclesiásticas, e também as suas posturas apologéticas.

Algo aparentemente inusitado veio a acontecer na década de 80, com um despertamento missionário entre muitas igrejas do nosso Brasil.

Proliferaram as conferências missionárias e muitos jovens e casais foram chamados e enviados para muitos lugares deste mundo. Nosso país passou a ser visto como "celeiro de missionários" e não mais como "campo missionário".

Tendo liderado por 10 anos uma agência missionária transcultural, pude ver com meus próprios olhos o que Deus fez em nosso meio. Passamos de pouco mais de 800 missionários transculturais na década de 80 para mais de 2000 nos anos 90!

Quem poderia imaginar algo assim?

Mas o tempo passou... Hoje estamos, já, no século 21 e muita coisa aconteceu de lá para cá, especialmente no que ser refere ao compromisso missionário de nossas igrejas.

Existem vários fatores que têm se tornado em obstáculos para o avanço do labor missionário. Mas, a meu ver, um dos fatores que tem capitaneado esta lista têm sido os modismos que vem e vão, mas estão sempre presentes em nosso meio.

Somos um povo evangélico que já deu provas suficientes que busca e persegue os modismos. A história da nossa geração tem o estigma do descartável, portanto, da mesma forma que algum tempo atrás estávamos imersos em algum tipo de liturgia ou hinologia em nossas igrejas, hoje iremos notar que muita coisa mudou.

E como não poderia deixar de acontecer, esses modismos vieram comprometer, especialmente nestes últimos anos, o avanço missionário brasileiro iniciado 20 anos atrás.

Mas, o que são esses "modismos"?

São movimentos cíclicos que surgem no meio da Igreja e que, na verdade, são modelos que nascem muitas vezes fora do nosso contexto nacional, mas são vistos como um grande recurso para o crescimento e sucesso de nossas igrejas.

Certamente muitos deles tem sua validade. No entanto, a pergunta que deveria ser feita é a seguinte: "Estes movimentos ou modismos tem ajudado o avanço da obra missionária (mono e tranculturalmente) ou apenas tem levado nossas comunidades a 'crescerem dentro delas mesmas'?.

Quantas de nossas igrejas hoje têm uma estrutura formada para servir a missão?
Nossa adoração têm nos levado a estar não somente diante do trono, mas também diante do perdido e do oprimido?
Nossas mensagens têm sido direcionadas a alimentar nosso rebanho e também a desafiá-lo a servir "fora das portas"?
Nossas reuniões administrativas têm servido para simplesmente gerenciar os negócios da igreja ou para servir melhor aqueles que não fazem parte de nossa comunidade?
Os recursos que tem entrado têm sido usados prioritariamente para manutenção da estrutura funcional da igreja ou canalizados para sustentar missionários e obreiros para plantação de novas igrejas?
Se estas perguntas nos levarem a conclusão de que estamos servindo muito mais a nós mesmos do que aqueles que não conhecem o Evangelho do Reino, então certamente estamos imersos em algum tipo de modismo, que tirou nosso foco da missão da Igreja.

Nesse caso, o melhor de tudo é parar para refletir, orar e voltar ao caminho que Jesus nos propôs: servir aos que não fazem ainda parte do Seu Reino.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

MISSÃO E ALEGRIA

Pr. Teófilo Karkle

A palavra Missões poderia chegar a ser uma palavra genérica, e como esta de moda este nome ‘genérico’ nas farmácias do mundo. Mas quando falamos de Missão de Alegria estamos falando de algo especifico, como um produto com marca e prestigio. Outras Missões específicas encontramos na web tal como Missão de Paz dos soldados da ONU. Missão Espacial, como as que realizam a NASA até a Estação Espacial Internacional (International Space Station) ou simplesmente ISS, mas nenhuma delas é mais importante que a Missão de Alegria.

A Bíblia fala 95 vezes da Alegria, e a referencia mais forte é aquela exclusiva do profeta Isaias quando profetiza o Ministério de Jesus, que faria três trocas em emoções enraizadas na alma dos seres humanos. A primeira troca seria das Cinzas que seria trocado por Gloria, a segunda emoção a ser trocada seria a Tristeza trocada por Óleo de Gozo e a ultima o espírito angustiado por vestes de louvor. (Isaias 61.3)

As cinzas falam de algo que passou que terminou que acabou. Um altar que pode ter visto a gloria de Deus, mas ao acabar o fogo o que vai restar é as cinzas. As Cinzas são a lembranças do passado que precisam ser trocada por Gloria.

O Óleo de Alegria é o próprio Espírito Santo, que ao fazer morada no cristão coloca nele o seu Fruto, que esta subdividida em nove gomos como de uma vergamota. O Gozo é o segundo gomo, pois dele no ser humano precisa diariamente, então é sumamente importante que o homem tenha gozo em sua alma.

Deixa-me eu falar que o espírito angustiado é o mais cruel de todos, quem já viveu esta experiência sabe como é difícil viver nos cantos da depressão, sem força, sem vontade, sem realizações. Mas quando ele é trocado por manto de louvor, não tem coisa melhor que poder cantar sempre, cantar muito louvores ao Deus da Nossa Salvação.
Alegrar-se é uma Decisão, você pode optar por Alegrar-se ou ficar fechado. Alegrar-se ou ficar aborrecido. Alegrar-se ou ficar emburrado. Você pode se Alegrar-se, ou ficar murmurando. Alegrar-se, ou ficar reclamando. Alegrar-se, ou ficar queixando-se.

Quero apresentar as três Decisões de Alegrarem-se mais importantes da Bíblia, que tomaram muitas pessoas, mas vamos destacar apenas três: Em momentos difíceis, de escassez, de necessidade, de seca, temos o profeta Habacuque com a mais notável Decisão: Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. (Habacuque 3.17-18)

A outra Decisão de Alegrar-se sempre no mesmo nível profético foi de Isaias 61.10 Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegrará no meu Deus; porque me vestiu de roupas de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como um noivo se adorna com turbante sacerdotal, e como a noiva que se enfeita com as suas jóias.

Não sou partidário que devemos se alegrar nas circunstancia difícil, nelas devemos chorar e pedir para Deus nos esconder no esconderijo do Altíssimo. (Salmos 91.1) Tem certos pregadores detonando com os que estão numa etapa difícil, levando eles a fingir uma alegria que não existe. Mas veja só o episodio do Salmo 126.1 e 2 Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico. Antes não.

Como você se Sente assim se Veste. Se você se sente de Luto, se vestirá assim, de negro, de pena, de lamentos. Se você se sente que ao ir aos cultos na sua igreja, você vai numa festa, para celebrar ao Senhor, você se vestirá de festa. Se você se sente como Isaias com a Salvação do Senhor, você se vestirá com roupas de salvação, ou manto de justiça, ou turbante sacerdotal, ou então com o manto de alegria. Atenção crente em Cristo Jesus, não podemos nos vestir como quem estamos perdendo, sofrendo, devemos nos vestir como salvos em Cristo Jesus.

Queremos colocar uma mulher como terceiro exemplo de Decisão de Alegria, ela é do Novo Testamento, ela é a mãe de Jesus, quando diz: E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador. Lucas 1.47

Façamos este exemplo pratico nas nossas vidas, diante das dificuldades não vamos correr no Telefone para desabafar, nos e-mails para pedir conselho, nas Caixas Eletrônicas, para tirar dinheiro a fim de dar uma saída fácil da tristeza. Não podemos tomar Rivotril para poder dormir, este é o medicamento mais vendido no Brasil, até Evangélicos estão tomando, o melhor chá para dormir é o da Raiz de Jessé.

Missão de Alegria é o que estamos fazendo aqui no Chile com o Ministério que Jesus tem nos dado que se chama Centro de Alegria. Missão de Alegria esta levando a Palavra de Deus a muitas vidas. O Centro de Alegria esta doando muitas Bíblias em espanhol para pessoas que precisam conhecer o gozo do Senhor, e estamos ensinando essas pessoas a ler a palavra de DEUS diariamente, assim elas vão descobrindo que a Alegria do Senhor é a nossa força. Neemias 8.10.

As palavras do anjo Gabriel para o sacerdote Zacarias fazem menção da Alegria (Lucas 1.19) E, respondendo o anjo, disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas Alegres Novas.
A Pregação do Evangelho é Nova de Grande Alegria, como disse o anjo aos pastores de Belém em Lucas 2.10 Não temais, porque eis aqui vos trago Novas de Grande Alegria, que será para todo o povo.
Os anjos se Alegram por um pecador que se arrepende, diz Lucas 15.7 e 10
Os discípulos se alegram ao ver que até os demônios se sujeitam ao nome de Jesus, quando eles saíram a pregar estas Boas Novas. Lucas 10.17 E voltaram os setenta com Alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.

Finalizamos este artigo falando que se Deus tocar no seu coração com respeito à Missão de Alegria e queira colaborar com o nosso Ministério, estamos buscando em todo Brasil pessoas interessadas em ser Promotores de Alegria na sua cidade, escreva-nos para saber como participar. Visite também o nosso Blog do Centro de Alegria e faça parte deste Projeto Alegre.

Que Deus vos dê muita Alegria e aguardamos sua correspondência em nome de Jesus.
Pr. Teófilo Karkle e Mis. Ivone Karkle
CENTRO DE ALEGRIA
centrodealegria@hotmail.com
http://centrodealegriachile.blogspot.com

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

A RELIGIÃO E A MISSÃO

Pastor e Missionário Teófilo Karkle - Chile

Como lidamos diariamente com Missões, Deus tem colocado palavras ao meu coração, as quais não posso deixar de transcrever-las. Vinte anos de Missões nos da moral e autoridade para tocar no tema com segurança. Ademais somos Missionários ativos, práticos e estamos em Missão de coragem, Missão de amor, Missão de fé, Missão de verdade.

Há vozes no Brasil que se acham Autoridades só por que estão nos meios de comunicação ou por que tem uma copia escrita da Constituição brasileira em suas mãos e usam elas paralelo a Bíblia, fazendo valer a lei, desconhecendo que a Bíblia já vaticinou o desenfreio sexual, a mercantilidade da fé, a maximização da apostasia.
Alguns pensam que são opiniólagos do povo de Deus, como que representam todos os seguimentos evangélicos e que os demais são obrigados a segui-los no twiter, nas postagens das redes sociais, ademais acham que todos devem ouvir-los pela radio ou TV.

Alguns têm inventado coisas extras bíblica para seduzir massas com modismos, unções, determinações proféticas e títulos eclesiásticos do mais alto rango.
Já passou a época que um só homem era Sacerdote, Profeta e Juiz, como no caso de Samuel. São tantos os chamados por Deus, numa área especifica, com tantas novidades, em áreas tão gostosas como Missões, a estes devemos ouvir-los. Faço parte da nova Geração de profetas que não tem medo de condenar essa turma de lideres velhos que deixaram de ser referencia para ser tropeço. Que deixaram de fluir, para interromper, os mais novos.

Mas hoje esta assim: o mesmo homem quer Protestar contra os homossexuais, quer estar em Conferencia de avivamento, quer estar na TV, quer estar no mercado da literatura. Quer ser professor, quer ser seu próprio Diretor da sua própria escola. Quer ter uma Bíblia de Estudo comentada ou anotada por ele mesmo. Quer ser parecido com a graça de Deus que é multifacetica.
Passando o pente mais fino no tema de Missões, vários ministérios estão Exasperados e Desesperados por mais Arrecadações e ao mesmo tempo batalhando contra a homossexualidade. Ditos cujos tem um conhecimento de Missões de laboratório, aquela com camisa de punho branco e com abotoaduras douradas, pois nunca colocaram a mão no arado onde suja e machuca.

Não tem autoridade nenhuma em Missões, pois se metem em umas condições imposta pela religião de tal maneira que não estão enxergando alguns textos ditos por Jesus. Oh, e como convém enxergar, para parar com certos ativismos, secularismos, e para dedicar a verdadeira obra de Misericórdia.
A religião deixa cegas as pessoas, elas simplesmente não querem ver a realidade Missionária. Mateus 25.42 Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber.

A religião deixa surdos os ouvidos dos tão conhecidos crentes, eles não conseguem mais ouvir os clamores da terra, ou simplesmente mudam de canal, para não ser exortado afim de que haja arrependimento e cura. Lamentações de Jeremias menciona uma triste verdade: Todo o seu povo se lamenta enquanto vai à busca de pão; e, para sobreviverem, trocam tesouros por comida... Vocês não se comovem, todos vocês que passam por aqui? (Lamentações 1.10, 11)

Precisamos rever uma estória bíblica: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. (Lucas 10.30-32) A religião faz as pessoas passar de largo até de uma amizade missionária.

Tenho uma palavra de Jesus para ti pastor que não tem tempo de responder correios eletrônicos quando o assunto é Missão. Faço uma paráfrase com aquela igreja da Ásia, de Éfeso para ser mais preciso: Tenho contra ti pastor, que há deixado teu primeiro amor. Teu amor e tua paixão são outras motivações. Teus dedos hão tocados tantas teclas de Smartphone, Android, e-pad, do Notebook e as velhas teclas do PC, para cuidar apenas de assuntos pessoais.

Melhor ficar assim mesmo, pois se um pastor assim inventar de escrever artigos missionários, de ser colunista social e de querer falar de Missões sem condições humanas e divinas de misericórdia, de clemência, de amor, de compaixão, só estaria multiplicando palavras vazias, ocas, sem sentido.

A religião cria obedientes ao sistema e pessoas com medo de semear amor. A religião monopoliza as ofertas de Missões. A religião usa o mesmo texto da Bíblia, que os verdadeiros Mestres da palavra, para obrigar os crentes a dar suas ofertas onde se alimentam, para que haja alimento em minha casa, alias mais alimento. É tanto alimento que tem varias contas bancarias abertas, cofres, dólares, euros e até bolsa de valores. É uma acumulação de tesouro incrível, deveria voltar Fernando Collor de Melo e confiscar novamente todos esses depósitos de reserva, para fazê-la trabalhar no vermelho, mas não no vermelho do saldo negativo, mas no vermelho do sangue do cordeiro de Deus.

Penso que uma grande igreja deveria ser administrada por um pastor e as economias desta mesma igreja grande deveriam ser administradas nas mãos de Contadores-Auditores, pois um pastor que se mete a administrar o financeiro, não faz bem, nem um nem o outro. As pregações ficam com gosto de dinheiro e o dinheiro fica com gosto de espírito.

A religião esta mamando em tetas institucionais ou esta na mamata. A religião não coloca a mão no coração, mas sim no bolso. A religião não esta colocando a mão no índice da Bíblia, mas no índice das cotações.
Se você é partidário de Missões corretas e concretas, não deixe a religião te esfriar e apagar o teu desejo por Missões. Queremos convidar-te a nos escrever, queremos motivar através de mensagens e e-mails a que faça Missão com a gente, se não fazermos Missão agora, quando?

Pr. Teófilo Karkle
CENTRO DE ALEGRIA - CHILE
centrodealegria@hotmail.com

domingo, 29 de janeiro de 2012

DOE UMA BÍBLIA AO POVO CHILENO, DOE ALEGRIA...

Estou mandando esta carta que contem uma linda Campanha, aqui do município de Peñalolen – Chile, nos pés das Cordilheiras dos Andes, onde estamos trabalhando com irmãos pobres neste inicio de Missão. Peñalolen significa em língua indigna Mapuche: “Penha que Chora”

Por onde temos andado, visitado e pregado temos visto e apalpado muitas carências. Carêcias de tudo, de mobílias, de instrumentos, de letreiros, de templos. As igrejas são pequenas e pobres o povo não tem nem Bíblia, nem o pastor onde estamos hospedados tem sua Bíblia própria, ele esta usa uma Bíblia emprestada.

Estamos vivendo uma grata surpresa de ouvir crianças e adolescentes dizerem que somos os primeiros missionários pisando as terras de Peñalolen, que nunca havia haviam chegado aqui Missionários brasileiros como nós.

Me da vergonha daquelas igrejas brasileiras revestida de mármore, mas não revestida de amor. Com ar acondicionado centralizado e nós enfrentado uma umidade relativa do ar de 22%, clima deserto mesmo, onde nossa garganta se seca rapidamente e o nosso nariz começa a sangrar. Esse clima é o mesmo da Palestina onde Jesus morava em Belem.

Tanto conforto em certas igrejas, tantas demagogias falando em missão, mas é só da boca pra fora, por que se fosse do coração deixaria gastar dinheiro em algo que já esta pronto, para aplicar o dinheiro e o amor, onde esta ha carência do povo de Deus.

Encontramos na Sociedade Bíblica Chilena, Bíblias populares, ou Bíblias chamadas de Missionárias, no valor de Oito Reais cada uma, só que por este valor temos que comprar uma caixa de 24 Bíblias.

Se tivéssemos quatro caixas dessas teríamos onde Doar elas aos pobres de Peñalolen como presente de amor, vindo de brasileiros com um coração cristão de verdade, neste ano de 2012.

Uma caixa de Bíblia custa R$ 192,00 reais, isso é um valor onde no Brasil alcançaria comprar duas Bíblias de Estudo ou nem isso, pode que seja um pouco alto o valor, mas imagina faríamos 24 chilenos felizes ou 96.

Ajude-nos a colocar a Bíblia na não de muitos adolescentes, ajude-nos a semear a Palavra de Deus entre os pobres de Peñalolen. Depois teríamos 32 Municípios mais na grande Santiago, todas elas com as mesmas Carências.

Fale com mais alguém, algum amigo seu, algum pastor, algum empresário que queiram Doar estas Bíblias Missionárias, muitas pessoas precisam ter a Palavra de Deus. Muitas vidas conhecerão a Jesus Cristo através deste trabalho.

Como as Bíblias se encontram aqui no Chile, as Doações deverão ser enviadas em Dinheiro na conta abaixo: Agencia 3078-3 Conta Corrente 18.491-8 Banco do Brasil em nome de Teófilo Karkle.

Finalizo esta carta com muita esperança de que faremos isso para a Gloria de Deus segue anexo 11 fotos das Biblias ja entregues.

Em Cristo Jesus.

Pr. Teófilo Karkle
CENTRO DE ALEGRIA










sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

PASTOR BUSCA PESSOAS LOUCAS POR MISSÕES


Pr. Teófilo Karkle e Mis. Ivone Karkle



· Ninguém pode colocar limitações em você, ajude-nos a quebrar esses paradigmas, contribua com missão fora das quatro paredes.
· O campo é o mundo, independente de tua denominação.
· Dinheiro de Missões não pode ser para os Cofres, mas para os Pobres.

Sempre gostei de ver reportagens de aventureiros em expedições de alto risco, como aquelas de cruzar os oceanos, ou de subir nos pontos mais altos de uma cordilheira, ou de percorrer todo o leito de um rio desde sua nascente até a sua desembocadura no mar, como tem acontecido no rio Amazonas.

Pensando nisso, nunca vi algo parecido para Jesus, para chamar atenção de um povo inteiro de uma nação, para se interessar num projeto missionário. É o que pretendemos fazer com estes escritos, despertando em você essa idéia fantástica.

Tenho certeza que Deus Despertará nos 5564 municípios do Brasil, alguém interessado a fazer parceria conosco e logo receber informações dos resultados alcançados ou quem sabe estar corpo a corpo nesta fantástica aventura para ganhar vidas para o Nosso Senhor Jesus.

Aprendi em Missões, nos meus 20 anos de atuação, que tenho uma nação inteira como campo de atuação, as divisões geográficas não podem me parar, nem mesmo dos monopólios de uma denominação. Como falou o apostolo Pedro na sua segunda carta, capitulo dois e versículo três E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas...

Veja só que fantástico, nem precisamos usar combustível para percorrer os milhões de kilometros do nosso imenso Brasil, nem mesmo usar o correio tradicional para enviar milhares de cartas contando deste projeto missionário. Sendo que primeiro teríamos que fazer um banco de dados, de endereços de cristãos, isso seria um desgaste tremendo. Nem todo o mundo lê os artigos, os apelos, que são enviados em milhares de cartas, creio que a porcentagem de pessoas que respondem a este tipo de desafios são as mínimas.

Mas via internet, em site que podemos publicar grátis, ou no mundo da blogosfera, tudo é rápido e a informação se multiplica entre os milhões de usuários da rede. Quem estiver lendo estas linhas até agora, é por que tem um interesse muito grande no tema desta aventura. Por si só, e de maneira gratuita, os filtros aplicados serão naturais, ao ler este artigo, evitando assim um desperdício de milhares de reais com impressões de folders, de revistas, para captar a atenção de pessoas no nosso imenso Brasil. Sempre será assim tipos de pessoas especificas, buscam temas específicos dentro de sua área na internet.

Quero te felicitar se chegasse aqui nestas linhas, isso me indica que você chegará até ao final do tema. Pedimos para você não deixar de dar sua opinião, ou de comentar entre seus conhecidos estes escritos. Se quiser me enviar um e-mail, nosso endereço esta no final deste texto.

O povo brasileiro é Generoso com missões, e também são muito inteligente, eles sabem onde realmente a obra esta sendo feita e onde ela esta sendo enfeitada. Onde os cultos são de missões, são de veras ou onde somente tem cultos de missões e ofertas missionárias, que ficam ali mesmo na igreja que arrecadou ou para um cofre centralizado. Como esta acontecendo nos eventos de missões, onde de paixão não tem nada, mas sim é puro mercado.

Se eu fosse esperar que alguém abrisse um Cofre desses para me oferecer o respaldo necessário, eu não estaria em preparativos para a viagem missionária. Se eu fosse esperar resposta de e-mail que mandei a certas pessoas que querem ter o “Comando” em suas mãos, não estaria indo ao Chile, pois na verdade é que quando se toca neste tema, os que têm o “Comando” não respondem e-mail e tão poucos retornam uma ligação telefônica. Quando são interrogados por pessoas, então a resposta mais imediata é aquela: “Vamos Orar Irmão.”

Tenho certeza que existem pessoas no Brasil Dispostas a acreditar e fazer parte neste projeto missionário e não somente acreditar, mas se envolver e verificar dentro do possível em terreno, onde estamos e o que estamos fazendo.

Estimado brasileiro (a) que esta me conhecendo através destas palavras, você não tem limites geográficos que te impeçam contribuir. Venha viajar juntamente conosco, começando por um sonho, seguido depois de uma investigação, terminando numa tarefa com muita emoção. (Lucas 10.17) E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.

Meu Deus, o governo brasileiro, falam em reformas tributárias, reformas agrárias, etc. Reformas de leis que ficaram atrofiadas do século 19 ou 20, e dentro das igrejas que são filantrópicas, sem fins de lucros, que não pagam tributos nem mesmo passam por auditorias, pois ali dentro da igreja é tudo espiritual, até o dinheiro é sobrenatural, é segredo ministerial, ninguém nem faz idéia de quanto realmente se tem e que foi enviado ao campo missionário.

Precisa ser reformado o sistema missionário, canalizado por um mecanismo único, quem quiser fazer missões deveria estar fazendo dentro de uma organização transparente e única. Mas o que se vê é que cada um tenta fazer do seu jeito, cheio de defeito.

Nenhuma nação envia um exercito a uma guerra por conta própria e para seu bel prazer. Existem as alianças, os condutos de envio, e lá no campo de ação terá alguma organização a cargo daquela missão, certo?

É tão ampla a quantidade de pessoas que amam missões e que estarão lendo estas palavras. Pessoas que sentem um chamado de Deus para missões, alunos de seminário teológico, promotores de missões e milhares de pessoas de ambos os sexos e de todas as idades que gostam de ajudar de contribuir, que sabem ouvir, quando estão diante de uma narração missionária extraordinária. Eu agradeço muito as pessoas que sabem ouvir, para mim onde tem esse tipo de pessoas é o lugar para se falar de missões.

Sabem de repente me deparo com algo, que vou chamar de fenômeno, que a totalidade da igreja sabe ouvir, e chora quando ouve um missionário e contribui de coração, chegam até pegar dinheiro emprestado de alguém para doar as missões na hora que esta sendo levantada a doação.

Mas, tem lugares deste Brasil que nem a mão eles querem dar, é possível passar pelos corredores sem parar. Em dez minutos que terminou o culto, não tem mais ninguém dentro da igreja, nem mesmo na frente dela. Eu louvo a Deus pelas igrejas que fui e o povo nem queria ir embora, é realmente uma família unida, esse lugar é como diz a canção, “Onde flui o amor”.

Estamos buscando por este meio globalizado e inteligente, a internet, Pessoas do tipo que sabem Ouvir, que são Inteligentes e que não aceita paredes de impedimentos. Tem lugares que a ordem vem do púlpito: lá você não pode contribuir, com aquele missionário você nem pode falar e nem saber se tem uma conta bancária, isso é ditadura denominacional.

Buscamos pessoas livres, loucas por missões, apaixonadas, que queiram começar a viver esta aventura missionária, rompendo paradigmas quase papais, ortodoxos, e semear de verdade nas missões mundiais.

Queremos pessoas que acreditam que dando um copo d’água fria, Deus anota no seu caderno para depois recompensar. (Mateus 10.42) E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão.

O nosso Deus é tão especial, tão detalhista, que ele conta os cabelos da nossa cabeça. (Mateus 10.30) E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.

Deus aplica uma engenharia sofisticada numa flor miúda, com suas cores vivas em um terreno nada apropriado, onde aquela flor a qualquer instante pode ser pisada pelo homem ou atropelado por uma roda. Se Deus que cuida das flores, recompensa pelos copos d’ água dado, conta os cabelos, como não te abençoará com tua contribuição para missões? (Lucas 12.28) E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

Estamos indo ao Chile, (Novembro 2011) num tempo especial, pós-terremoto de 27 de fevereiro de 2010, no qual deixou mais de 110 Templos evangélicos destruídos em todo território chileno. E pós-vulcões Puyehue e Hadson, para começar lá um Ministério novo chamado ACA - Associação Centro de Alegria, para ganhar muitas vidas para Jesus, e levar muita Alegria em nome de Jesus.

Os Terremotos não nos assustam, nem mesmo as cinzas dos Vulcões que tem entrado em erupção nestes últimos meses. Mas o que nos assusta é ver como a tristeza se alojou nas casas, nas vidas e na sociedade chilena. Ela, a tristeza entrou pelo Luto e ficou, entrou pelo Divorcio e ficou, permanece a mais de 200 anos com cara de Depressão. A tristeza colocou a sua cadeira lá no coração dos chilenos e não quer sair, mas nos queremos colocar o trono de Jesus e ungir os chilenos com o Óleo de Alegria, para emancipar naquela nação na Alegria que é também a força de Deus. (Neemias 8.10) não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força.

Você pode nos escrever? Faça isso, por favor, comente com pelo menos duas pessoas mais, indicando o link do site onde estas lendo este Projeto. Podem copiar e colar, imprimir e xerocar, multiplicar e distribuir, encaminhar aos teus contatos, republicar em teu blog. Comece a partir de agora quem sabe tua primeira experiência missionária, isso será visto por Deus e recompensado por ele.

Queremos que faça parte da nossa rede social no facebook, no Orkut, no MSN, queremos que nos escreva, se tiveres algum artigo de tua autoria sobre missões que queira nos enviar, agradeceríamos de todo coração.

Não fique olhando as condições e proibições impostos por certos meios religiosos, lançar o teu pão sobre as águas é responsabilidade individual de cada cristão. (Eclesiastes 11.1) Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás.

Visitar os órfãos e a viúvas é responsabilidade de cada um também. (Tiago 1.27) A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.

Dar de comer ao que tem fome, vestir a quem tem frio, não é responsabilidade do pastor “profissional”, mas é particular de cada um principalmente de pessoas como você, que tem um coração de Missionário. (Mateus 25.35) Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me.

Não vamos profissionalizar as missões, não vamos deixar que elas sejam feitas só detrás de um monitor de led de um notebook, vamos fazer missões livres, diretas, de corpo a corpo onde realmente elas estão acontecendo.

Não chame a tua contribuição de grão de areia, chame-a de semente. (Salmos 126.6) Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.

Agora imagina uma coisa; que beneficio terá jogar a tua semente no meio de um canavial que se perde de vista, no meio de dois milhões de terra de plantio? Não vai aparecer, nem prosperar. Agora imagine também se você coloca a tua semente num vaso de barro, onde você pode ver a semente nascer, crescer e dar frutos? Não jogue tua semente fora, coloque no terreno fértil, que precisa de ajuda real.

Para pessoas inteligentes e que amam as missões queremos responder os e-mail e através de e-mail indicaremos como canalizar tua contribuição. Enquanto isso nós vamos seguir incentivando os brasileiros a serem Promotores de Missões, juntamente conosco na Republica do Chile. Podemos responder suas perguntas e podemos falar mais sobre o Chile em correios pessoais, onde você nos indicar para te escrever.

1. Terá uma mulher de Deus neste amado Brasil que queira nos ajudar?



2. Terá um fazendeiro neste gigante território do Brasil em querer adotar esse projeto?



3. Terá jovens dinâmicos do Sul ao Norte, de Oceano ao Interior brasileiro que queira fazer parte deste projeto?



4. Terá homens de Deus nas regiões do Brasil, com visões de Deus de contribuir com Missões?



5. Onde estão as viúvas do Brasil que ajudam os Missionários?



6. Onde estão aquelas famílias inteiras que gostaria de abraçar esta causa? Onde estão aquelas pessoas extrovertidas com coragem de difundir este projeto entre seus contatos da internet?


7. Terá algum empresário na área de Editora, disposto a lançar os livros do Centro de Alegria?



8. Onde estão os camioneros que viajariam milhares de kilometros para ir ao Chile?



9. Onde estão aqueles amados que gostam de ver os outros felizes com doações feitas do seu coração?



10. Onde estão os donos de lojas, que topariam o desafio de vestir os missionários?



11. O onde está os donos de mercados com um coração grande para fazer o rancho dos missionários?


12. Onde estão os cirurgiões dentistas, que oferecem o tratamento dos dentes de um missionário?



13. Você homem do campo por que não faz uma oferta em arroz, feijão, batata ou gado?



14. Onde estão os Aposentados com corações generosos de amor pelas almas sem Cristo?



15. E onde estão as crianças e os adolescentes que queiram ser os nossos promotores keds de missões? Hei! Fala com o teu pai, avo, tio, amigo internauta xD, sobre nós.

Comecei a ser missionário com dez anos de vida. Fiquei 6.333 dias no Chile como Missionário e agora com 42 anos de idade estou voltado para lá, mais maduro, mais responsável, com a mesma coragem, com a mesma fé e com o mesmo amor.

Aceite este Desafio vindo da parte de Deus, como sendo um compromisso de amor. Não faça como aqueles que só dizem: “Vamos Orar Irmão.”
Não faça de cego como alguns diante de e-mail missionários, pois não querem compromisso.

Esse clamor missionário não pode ficar como aquelas ligações telefônicas que tocam e tocam até cair na caixa de mensagem.



Deixe de buscar noticias loucas na internet, de casamentos estranhos, de escândalos religiosos, etc., e entre neste tema de Missões e então a Alegria vira aos borbotões, depois me conta o que Deus irá fazer por ti, quando você souber dar ouvido a este nosso chamado.

Jesus foi o maior responsável sobre missões e veja o que ele disse ao enviar os seus missionários. (Lucas 22.35) Quando vos mandei sem bolsa, alforje, ou alparcas, faltou-vos porventura alguma coisa? Eles responderam: Nada.

Pr. Teófilo Karkle e sua esposa Mis. Ivone Karkle está no Chile levantando uma grande Obra e gostaria muito de te conhecer nessa imensa nação.









Conta corrente Banco do Brasil 18.491-8 Agencia 3078-3 em nome do Pr. Teófilo Karkle



PASSE A CORDILHEIRA DOS ANDES E AJUDE-NOS (ATOS 16.9)

CENTRO DE ALEGRIA - QUE MINISTÉRIO É ESSE

Pr. Teófilo Karkle

Você esta conhecendo através deste artigo o Centro de Alegria, o mais novo Ministério criado a fim de oferecer aos seres humanos através da Palavra de Deus, uma porta de escape dos conflitos que os afligem.

Por todos os lados, em todas as camadas sociais, em todas as circunstâncias econômicas se podem ver pessoas tristes por centenas de motivos, citaremos os mais comuns:

Tristeza causada pelo Luto, pois perderam um ser querido.

Tristeza causada pelo Divórcio, onde a pessoa não consegue sentir-se novamente livre.





O Centro de Alegria existe para dizer a estas pessoas que sim há uma saída, que é possível voltar se alegrar, voltar a sorrir, voltar a sonhar:

Sonhar com o futuro, com o amor, com a vida.

Tristeza causada por perdas, diferentes tipos de perdas: do emprego, da empresa, do veículo, da casa, da namorada (o) da saúde, etc.

Centro de Alegria é um Ministério inovador enfocado na Palavra de Deus, com finalidades especiais de trabalhar com a saúde mental e espiritual de seres humanos que outrora foram felizes e alegres, mas que no momento necessitam ser restaurados, pois passaram por alguma dificuldade severa em suas vidas e se encontram feridos, caídos, sem forças para continuar a viver.

A Bíblia fala no Óleo de Alegria em Isaias 61 este Óleo não é outra coisa senão a pessoa do Espírito Santo mesmo, promovendo Alegria no interior de cada vida. Se puder dizer que o Fruto do Espírito tem nove gomos como de uma vergamota, o segundo gomo mencionado por Paulo em Gálatas cinco é a Alegria.

O texto chave do Centro de Alegria esta em Isaias 61 a qual transcrevemos a continuação, parafraseando e adaptando a nossa realidade: O Espírito do Soberano Senhor está sobre o Centro de Alegria porque o Senhor ungiu-o para levar boas notícias aos pobres. Enviou-o para cuidar dos que estão com o coração quebrantado, anunciar liberdade aos cativos e libertação das trevas aos prisioneiros, para proclamar o ano da bondade do Senhor... Para consolar todos os que andam tristes, e dar a todos os que choram no Chile uma bela coroa em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto, e um manto de louvor em vez de espírito deprimido. Então estamos autorizados por Deus para fazer estas três trocas emocionais:

Trocar as Cinzas, que são as lembranças do passado por uma bela coroa.

Trocar o Pranto, o choro, por óleo de alegria e por ultimo trocar o espírito deprimido, amargurado, angustiado, por vestes de louvor.

Ou seja, as pessoas que passar pelo Centro de Alegria, voltará a cantar, sorrir, sonhar.

Aqui no Chile existe uma Igreja fora da Igreja, sem exageros, mas uns 40% são irmãos feridos, extraviados e abandonados no meio da guerra, a eles queremos encontrar, consertar, levantar, fortalecer, alegrar.

Outra área que não podemos esquecer é das crianças e adolescentes, em sua idade tão terna, tão prematura, estão metidos em angustias devastadoras, avassaladoras, e destrutivas. Elas precisam conhecer a Jesus urgentemente como Salvador, através do Centro de Alegria, este Resgate será possível realizar.

Crianças que foram violentadas, crianças que foram abusadas, crianças que nem estão estudando.

Por tanto, o Centro de Alegria precisa de Recursos Econômicos para ser configurado, formado, precisamos de doações de nossos amigos e conhecidos, para que possa funcionar, progredir e restaurar muitas vidas.

Vamos chamar as pessoas que nos ajudarem de Promotores da Alegria, você pode ajudar esse povo tão castigado por seca, terremoto, tsunami, vulcões, nevações, aluviões de neve.

Convidamos você a nos ajudar, fazendo doações para o Centro de Alegria, como geograficamente estamos separados pela Cordilheira dos Andes, pois estamos aqui no Chile, mas afetivamente, amistosamente, irmanadamente pode estar conosco aqui no Chile, acompanhando nosso trabalho pelas redes sociais, pelos blogs e enviando uma contribuição esporádica mensal de amor.

Quando você fizer uma Doação de qualquer valor, lembre-se que serão transformadas em Cadeiras, Mesas, Camas, Materiais de Escritório, Gastos com Luz, Água, Internet, Telefone, Calefação, Alimentos, Gastos Administrativos, Manutenção, Documentação, Impostos, tudo que o Centro de Alegria precisa, etc.

Sinto que Deus tocará no seu coração e no coração de pessoas de todos os extratos sociais, jovens, crianças, empresários, profissionais, militares, empregados, aposentados, viúvas, amigos.

Sinto que tua alegria vai aumentar ao poder ajudar este Ministério Social e Restaurativo.

Sinto que neste momento teu coração já esta dizendo, sim, quero ajudar, podem contar comigo.

Tuas doações deverão ser em Depósito Bancário na conta corrente do Banco do Brasil C/C 18491-8 Agência 3078-3 anote este número com carinho na sua agenda.

Não se esqueça de nos informar o dia e o valor depositado através do nosso e-mail centrodealegria@hotmail.com

Estaremos orando sempre por ti, por teu trabalho, pela tua empresa, pelo teu negócio e por sua família e com certeza acontecerá uma virada na tua sorte e nos teus empreendimentos, pois Deus promete abençoar desde um copo de água fria que deres a quem necessita, imagina agora em dar para que nosso Ministério seja mantido e sustentado?

Eu lhes digo a verdade:

Quem lhes der um copo de água em meu nome, por vocês pertencerem a Cristo, de modo nenhum perderá a sua recompensa. (Marcos 9.41)

Estendemos este Convite a Missionários brasileiros que tenham coragem, fé, amor e recursos economicos para que venham nos Ajudar, pois é muito grande a Missão.

Lançamos este Convite a Igrejas brasileiras que queiram Adotar o Centro de Alegria e nos ajudar a salvar vidas e Restaurar a Alegria.

Não precisamos ir tão longe como na Africa ou na India, Chile tão perto do Brasil esta cheio de carências.

Passe a Cordilheira dos Andes e ajude-nos.

Abraços desde Peñalolen – Chile.

Abraços desde o Centro de Alegria.

Feliz 2012 - Pastor: Teófilo Karkle e esposa, Missionária Ivone Karkle







quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

LEGALIDADE MISSIONÁRIA


Pr. Teófilo Karkle
CENTRO DE ALEGRIA


Cada Missionário no Planeta Terra precisa trabalhar com esta ferramenta chamada Legalidade Missionária, fora disso pode viajar por muitos países, mas será apenas um Turista.
E a diferença entre Turismo e Legalidade é a seguinte: O turista ele vem, passa e volta, ele não toma posse da terra. O Missionário toma Posse da Terra e tem a Legalidade de Deus sobre ela, para determinar, decretar a Palavra de Deus sobre ela e pra ela.

Lembramos que em cada terra tem os demônios daquele lugar, eles não vão querer perder seu território com facilidade, mas o Missionário com Legalidade ele recebe a autoridade de Deus para desfazer as obras do Diabo naquele país.

Anunciando liberdade aos cativos, e libertação das trevas aos prisioneiros. Imagina Satanás perdendo as pessoas que por anos manteve suas mentes com cinza, ver agora recebendo uma bela coroa de liberdade. Pessoas que estavam vivendo no pranto, receber agora o Óleo de Alegria, o próprio Espírito Santo. Ademais perder as pessoas que ele havia colocado um espírito angustiado por um manto de louvor, manto que, quem usa é rei, uau, que lindo é o Senhor Jesus.

O turista enche a sacola de coisinhas da terra para presentear aos seus queridos. O missionário com Legalidade ele se estabelece, faz de tudo para adotar a cultura que o hospeda. O Missionário passa a viver no meio do povo, falando como eles, comendo como eles, se vestindo como eles. Se por exemplo andar com uma camiseta verde e amarela escrita no meio a palavra Brasil, ele não esta fazendo Missão, ele esta fazendo Turismo ou Propaganda da sua terra, fechando a porta para a adoção cultural nativa.

Legalidade é o mesmo que Autoridade, mas não pode ser usada para o seu bel prazer ou para vingar-se da algo mal que se apresenta no seu caminho, como fez Elias, dando morte a 42 meninos, pois ele não gostou que o chamasse de careca, sendo que de fato era careca.

A melhor coisa é rir com o povo, pois qual Missionário que hoje não é um pouco careca, um pouco gordo? Ele estaria mostrando sua maturidade si se ri do seu defeito, quem não tem um pé grande, terá uma orelha, ou um nariz, se salva quem pode.

Legalidade é poder para curar a morte, seja onde ela esta, ou na fonte d’água amarga, ou na panela como fez Elizeu. A morte esta rondando hoje vidas, casais, profissionais, igrejas, precisa-se de Missionários aqui no Chile com a Legalidade de Deus para decretar vida. Queres vir nos ajudar? Envie-nos um e-mail que encontrarás no final deste artigo.

Algo novo recebemos do Senhor aos 44 dias de Missão no Chile, quando um pastor chileno com sua esposa uma pastora brasileira, com ampla trajetória missionária na America do Sul, orou por nós, dando o Bem Vindo a esta terra e falando da Legalidade de Deus sobre nossas vidas no Chile, para falar a Palavra de Deus com Autoridade e por via correta.

Na sua oração ele mencionou que muitos missionários que passaram por aqui, trataram de apenas ser conhecido no país, fazendo propaganda de si mesmo, mas que Deus queria de nós que fizéssemos a Propaganda de Jesus. Falou que o demônio do orgulho é difícil de identificar-lo, que ele se esconde, mas na sua influência muitos caíram dizendo: eu fiz, eu sou o melhor, eu sou o cara.

Deus falava conosco no Brasil em sete meses de preparo, no livro de Deuteronômio, não te parece estranho que neste livro tem palavras Missionárias as quais transcrevo aqui? Vocês estão a ponto de atravessar o Jordão e de tomar da terra que o Senhor, o seu Deus, lhe esta dando. (Dt 11.31) Logo falava também: O Senhor, o seu Deus, o atravessará pessoalmente à frente de vocês… Vocês tomarão posse da terra delas. O Senhor as entregará a vocês, e vocês deverão fazer com ela tudo o que lhes ordenou. Sejam fortes e corajosos.

Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa delas, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará. (Dt 31.3,5 e 6) E por ultimo Deus nos falou em: Pois o Senhor, seu Deus, os esta levando a uma boa terra, cheia de riachos e tanques de água, de fontes que jorram nos vales e nas colinas; terra de trigo e cevada, videiras e figueiras, de romãzeiras, azeite de oliva e mel; terra onde não faltará o pão e onde não terá falta de nada; terra onde as rochas têm ferro e onde vocês poderão extrair o cobre das colinas. (Dt 8.7-9)

Pronto já estamos vivendo estas promessas, estas verdades, já temos tomado posse da terra, já estamos comendo pão com abundancia aqui no Chile, já estamos na terra das vinhas, já estamos na terra do cobre. Já estamos desatando espíritos angustiados e já estamos liberando espíritos angustiados e trocando a cinzas por brasas vivas.

Você que leu este artigo até agora, recebe da parte de Deus a ordem de Contribuir com a nossa Missão e verás os céus se abrindo sobre você. Abençôo-te desde o Chile e finalizamos dizendo que estamos buscando muitos irmãos que queiram colocar o seu ombro ao nosso lado, que queiram passar a Cordilheira dos Andes com tua oferta de amor todos os meses.

Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: Passa a Macedônia e ajude-nos. (Atos 16.9)

Em Cristo Jesus, Senhor das Missões.

Pr. Teófilo Karkle
CENTRO DE ALEGRIA

A MULHER BRASILEIRA E AS AFEGÃS

Por D. César, da missão Interserve Brasil-CEM

A capa da revista Veja de 19 de maio traz uma rica e bem apresentável mulher brasileira e, no canto superior esquerdo, duas mulheres afegãs cobertas pela típica burca azul.

A brasileira ilustra a reportagem de capa de 15 páginas "O milionário mora ao lado". As afegãs ilustram a reportagem de mesmo número de páginas "Afeganistão – um inferno para as mulheres". A primeira reportagem afirma que seis brasileiros de classe média se tornam milionários a cada hora – em outras palavras, temos um novo milionário a cada 10 minutos no Brasil. Incrível.



A segunda reportagem afirma que 57% das afegãs se casam antes da idade mínima permitida por lei, de 16 anos – e, claro, com maridos geralmente mais velhos, escolhidos por outros. Incrível também.



No Afeganistão apenas 15% das mulheres com mais de 15 anos sabem ler e escrever.

Mais incrível ainda é saber que 87% das desnutridas afegãs sofrem violência física, sexual ou psicológica – 82% destas dos próprios familiares (leia-se maridos, na maior parte dos casos).


Não dá para continuar insensível. Só não vê quem não quer. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. A capa da revista é uma pregação por si mesma.



O contraste atesta mais uma vez que o Brasil evangélico de hoje tem condições e obrigações de fazer muito mais pelos seus pobres e pelos pobres do mundo afora. Ainda mais os pobres que não conhecem a graça redentora de Jesus. Pelo menos por amor e temor a Deus, criador de todos neste mundo, e por gratidão àqueles que deixaram sua zona de conforto e vieram dividir conosco esta "maravilhosa graça" – não muitos anos atrás.
Está mais do que na hora de deixarmos de ouvir a vergonhosa estatística de que o brasileiro contribui, em média, com míseros R$ 2,30 para missões – o equivalente a um refrigerante por ano. Nós podemos e devemos ser e fazer muito mais do que isso.

Que Deus tenha misericórdia de nós.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

FAZER MISSÕES PODE SER PERIGOSO

Por John Piper

Devo considerar não fazer missões se isso implica perigo constante para minha vida?

Sim, considere. Mas, depois de haver considerado a questão, talvez você deva fazer missões.

Se a sua esposa diz: “Não”, talvez você não deva se envolver em missões.

Suponho que você está falando de perigo real tanto para si mesmo como para sua esposa, e não está falando de colocar sua esposa em risco porque têm uma posição segura e excelente. Se isso é o que você está querendo dizer, então você é egoísta e não deve fazer missões de modo algum.

Mas, se você quer dizer: “Devo seguir uma chamada que põe em risco a mim, minha esposa e meus filhos?”, eu diria: sim, porque, se todos seguirem o caminho oposto, a Grande Comissão nunca será terminada.

A menos que você esteja dizendo que a Grande Comissão deve ser terminada somente por solteiros. “Deixemos os solteiros sofrer. Somos pessoas casadas, não devemos sofrer. Casamos e, assim, escapamos do sofrimento.” Não acho que o Novo Testamento ensina isso.

Essa foi a razão por que Jesus disse: “Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher... não pode ser meu discípulo”. Jesus não usou a palavra “aborrece” no sentido de ódio para com os parentes. Ele a empregou no sentido de que você assume riscos ao ponto de sua avó dizer que você age como se a odiasse. Você sabe que não a odeia. Você a ama, assim como ama todas as pessoas que está tentando alcançar com o evangelho.

Não tenho critério final e preciso a respeito de quando fugir e de quando permanecer. Essa é a velha ênfase sobre a qual John Bunyan escreveu em seu livro Advice for Sufferers (Conselho para Aqueles que Sofrem).

Bunyan escolheu passar 12 anos na prisão quando poderia ter saído da prisão. Ele tinha uma esposa e quatro filhos, um dos quais era cego. Ele poderia ter ficado livre da prisão se apenas tivesse assinado a confissão: “Eu não pregarei mais”. Mas ele escolheu permanecer preso, e isso colocou sua família em grande risco, com pobreza.

Por isso, ele escreveu a obra Advice for Sufferers (Conselho para Aqueles que Sofrem), na qual ele oferece exemplos bíblicos de pessoas que fugiram, como Paulo quando escapou de Damasco, sendo descido num cesto pela muralha, em vez de ser corajoso. É como se disséssemos: “Ei, Paulo! Por que você está sentado em um cesto, sendo descido pela muralha e fugindo de dificuldades?” Há também exemplos de Paulo lançando-se, por assim dizer, aos leões em Éfeso ou em Filipos, indo para a prisão e mostrando-se disposto a receber açoites.

Quando você fica e quando você foge?

Bunyan diz: “Deus lhe mostrará”.

Portanto, não acho que seja automática a sua escolha de preservar a si mesmo, sua esposa, seus filhos do risco, do perigo e do sofrimento. Haverá momentos em que você sentirá: “Sim, é tempo, por causa do Reino e de tudo que está envolvido, de que eu mude para outro lugar e outro ministério”.

Não é uma resposta simples. Não tenho uma resposta simples a respeito de quando tomar essas decisões.



Traduzido por: Wellington Ferreira

Editora FielFonte: Editora Fiel