"“Muitos crentes consagrados jamais atingiram os campos missionários com seus próprios pés mas poderão alcança-los com seus joelhos” (Adoniran Judson)”"

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

BOAS FESTAS E UM ANO NOVO MISSIONÁRIO PARA TODOS


“Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão se não há quem pregue?” (Rom 10:14)
Pela graça de Deus chegamos ao final de mais um ano, e este é um momento em que geralmente fazemos, uma avaliação da nossa vida, e logo concluímos que muitas coisas que deveríamos fazer não com seguimos realizar. E assim passamos a traçar metas para o próximo ano, confeccionamos então uma lista daquilo que consideramos prioridade. Minha oração é para que neste momento consideremos missões como uma tarefa urgente dando a devida prioridade. Vejamos por que:
O mundo está saturado de muitas religiões, enquanto a humanidade perece. Precisamos ter urgência por que o homem sem Cristo está perdido. Desde o Ateu ao religioso, do Doutor ao analfabeto, do homem das grandes metrópoles ao homem do campo. Precisamos ter urgência por que as falsas religiões se proliferam rapidamente como um rastilho de pólvora. Conforme estatística recente nos últimos 50 anos, o Islamismo cresceu 500%, o Hinduísmo 161%, o Budismo 147%, e o Cristianismo apenas 47%.
O que nos impede de evangelizar não é a falta de métodos, mas a falta de paixão. Precisamos clamar como Raquel: “Dá-me filhos, se não eu morro” (Gn 30:1). Precisamos chorar como John Knox, o pai do presbiterianismo: “Dá-me a Escócia para Jesus se não eu morro”. Precisamos gritar como Paulo: “... e ai de mim se não anunciar o evangelho” (1º Cor 9:16). Se nos calarmos seremos considerados culpados.
Muitas vezes, ouvimos a palavras de Deus, freqüentamos a escola Dominical anos e mais anos, fazemos treinamentos e até participamos de conferências missionárias, mas não atravessamos a rua para falar de Jesus ao nosso visinho. É tempo de falar de Cristo e isso com um profundo senso de urgência.
Precisamos de compromisso, pois os campos já estão prontos para a colheita e isso exige de todos nós o compromisso de uma ação imediata. A evangelização é uma ordem, e não uma opção. É um mandamento e não um a recomendação. A evangelização só pode ser feita pela igreja, nenhuma outra instituição na Terra pode cumprir esta tarefa. Se Deus tem pressa a obra missionária não pode esperar.
Portanto amados, neste novo ano coloque missões como prioridade urgente na sua vida. “Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação.” (Salmo 67: 1 e 2).

COMO ENVOLVER UMA IGREJA LOCAL EM MISSÕES

A idéia aqui é sugerir que igrejas, pastores, promotores de missões ou membros de igreja, que amam e entendem o significado bíblico de Missões, sejam desafiados a produzirem materiais motivacionais cujo tema central seja a obra missionária mundial (todas as nações). Use sua criatividade e tenha idéias inovadoras para mobilizar, sensibilizar e motivar sua igreja.

Alguns exemplos de como envolver a igreja local em Missões:

Bandeiras e mapas

Nem todos conhecem bem a geografia mundial e, conseqüentemente, as fronteiras das nações. Muitas vezes pensam que quando se fala de Equador, por exemplo, imaginam ser como viajar para uma cidade no interior. Demonstrando no mapa as distâncias e as características de cada nação, como religião e distribuição de renda por habitante, as chances de uma sensibilização pela obra missionária mundial crescem. Portanto, encha sua igreja de bandeiras e mapas!

Estatísticas

Use as estatísticas disponíveis em inúmeros veículos de comunicação, incluindo as informações contidas em nosso site, e de outras agências missionárias para coletar informações que impactem os irmãos de sua igreja. Por exemplo, você pode citar que a Turquia, sede das 7 igrejas do Apocalipse e outrora um referencial do cristianismo, conta hoje com menos de 0,1% de evangélicos em sua população. Ou que no Afeganistão não se conhece publicamente nenhum crente. Ou ainda, na Bélgica, capital da Europa, menos de 0,4% são cristãos e, há mais de 100 cidades sem nenhuma igreja evangélica. Tais informações despertam o interesse dos membros pelo apoio à obra missionária mundial.

Cartazes missionários

Crie cartazes com frases curtas e imagens com fotos grandes e marcantes. Procure não ofender ou ridicularizar uma religião, apenas demonstre as características dos povos que a seguem, como o paganismo, a idolatria e fanatismo sacrificial. Aproveite todo tipo de material de Campanha Missionária e afixe-os em locais estratégicos. Não esqueça de colocar seus contatos nos cartazes. Ore e aguarde o retorno.

Fotos missionárias

Destaque um lugar para colocar fotos de missionários e dos campos para lembrar ou tornar conhecida do povo as necessidades dos países onde a igreja possui obreiros. Esta iniciativa é uma ferramenta poderosa para despertar a igreja para contribuir e orar pela obra missionária.

Frases missionárias

Imprima frases de missionários ou até mesmo citações de líderes evangélicos sobre a obra de evangelização dos povos. Essas frases, colocadas em locais estratégicos e com muita visibilidade (exemplo: hall de entrada, mural, entrada e interior dos banheiros etc.) despertarão na igreja um desejo de apoiar a obra missionária.

Testemunhos missionários

Sempre que possível, e de acordo com a agenda missionária da igreja, leve missionários para a sua igreja a fim de que, com seu testemunho de chamada e trabalho no campo, desperte outras pessoas para o ministério missionário ou para a intercessão e sustento financeiro. Sugerimos que cada igreja tenha um culto missionário mensal e uma conferência missionária de impacto anualmente.

(Sugestões extraídos do livro “A Igreja Local e Missões – do Pr. Edison Queiroz, Edições Vida Nova, São Paulo – SP)

Nenhum comentário: